A espera mata; os 100 dias acabaram Tyrone; e agora?

Os analistas políticos acreditam que o Prefeito Tyrone não estar incomodado com os pedidos, pressões políticas neste momento

Baila sobre os corredores dos aliados do Prefeito Fábio Tyrone em Sousa a dúvida, e ao mesmo tempo, um fio de esperança sobre a participação no governo III.


Tyrone pediu aos amigos no dia 1º de janeiro, paciência, espaço, tempo, compreensão para chegar aos 100 dias de governo, período de avaliação, e readaptação dos novos projetos governamentais, e cumprimentos de metas por parte dos Secretários, e agregados do 2º escalação. Aquele que não conseguisse atingir a excelência como jogador do time vencedor das urnas do dia 15 de novembro de 2020 seria naturalmente substituído por outro novo jogado no banco de reserva lotado, a múltipla escolha.



Parodiando o “Trio Nordestino” com aquela música: “A espera mata”, refrão do clássico ‘Meu Pitiguar’, tem gente aliada do Governo que não suporta mais a fila, depois do relógio vencer o tempo aguardado.



O Prefeito aproveitou o final de semana, e se reuniu com o Deputado Estadual, Lindolfo Pires, e outros aliados do Governo Estadual em Sousa na busca de encontrar espaço neste guarda-chuva curto para abrigar tanta gente já sem paciência.



Quem assistiu a Entrevista do Prefeito ao Portal REPORTERPB, pôde perceber que ele não demostrou interesse de trocar, ou remanejar quadros do atual secretariado para satisfazer quem quer que seja. Disse então que estava passando por uma pandemia, time que se ganha não se mexe, estava satisfeito com o atual plantel, deu nota 7,5 ao seu governo, e que não iria trocar nada aguisa em detrimento a interesse, há não ser que seja por: improbidade, ou incompetência. Mas isso ocorreu?



Os analistas políticos acreditam que o Prefeito Tyrone não estar incomodado com os pedidos, pressões políticas neste momento. Estar concentrado, e focado a continuar um governo que deu certo até o dia 31 de dezembro de 2020, e que o inicio do 3º mandato exigia muito mais responsabilidade para escrever seu nome na galeria dos responsáveis. As urnas falaram isso e confirmaram administração, mesmo com vozes da oposição raivosas com insultos, e até no campo pessoal na eleição passada.



Os aliados, aqueles que estão quase em estado de desespero devem ter mais um pouquinho de calma, paciência, tomar muito chá de camomila para aguentarem um minutinho mais de espera para verem se o Prefeito consegue acomodar os parceiros da campanha pretérita. A fé a última que morre.



É fato que os 100 dias terminaram. E agora?



Por Pereira Jr.

Radialista/Apresentador/Analista político/Editor do Portal REPORTERPB 

Destaques