Sousa-PB: Nasceu Sophia, filha do médico Ramon Barreto de Abrantes e Jéssica Abrantes

Nasceu quarta-feira (21) no Complexo Médico-Hospitalar Santa Terezinha em Sousa – PB, a garota Sophia

Nasceu quarta-feira (21) no Complexo Médico-Hospitalar Santa Terezinha em Sousa – PB, a garota Sophia, filha do médico do Hospital Regional Deputado Manoel Goncalves de Abrantes – Sousa-PB e da Prefeitura Municipal de Vieirópolis, Ramon Barreto de Abrantes e da estudante de direito Jéssica Abrantes de Oliveira.

Sophia tem como avós paternos o proprietário do Posto, Pousada e Autopeças Pai Assis, empresário Azarias Duque de Abrantes e Eryvan Barreto de Abrantes e como avós maternos o Sr. José Victor de Oliveira e Maria Victor de Oliveira. São seus bisavós o Sr. José Duque e Sra. Necy Abrantes e Manoel Oliveira “in memoriam” e D. Severina Barreto. Sophia é trineta do saudoso agropecuarista Assis Barbosa. São seus tios o estudante de medicina, Higor Barreto de Abrantes e a estudante de direito, Sara Barreto de Abrantes. A criança é a consagração da vida e Sophia veio para dar vida, alegria e mais luz para as famílias Abrantes, Barbosa, Barreto, Guilherme, Duque, Estrela, Victor e Oliveira.

O SIGNIFICADO DO NOME SOPHIA

Sophia tem origem no grego sophia, que quer dizer literalmente “sabedoria”. O nome é traduzido muitas vezes como a figura feminina para “o Verbo”, significando "santidade", "sabedoria divina" e também como o Espírito Santo. O nome Sophia foi introduzido aos falantes da língua inglesa através da princesa-eleitora Sophia de Hanôver, mãe de Jorge I, rei da Grã-Bretanha e Irlanda.

Este nome está presente, com uma certa força, em diversas regiões e também em diversos períodos da história, sendo um exemplo representativo é a Basílica de Santa Sofia, construída na Constantinopla, uma homenagem a “Santa Sabedoria”.

Foi adotado como um nome cristão pela primeira vez na Inglaterra no século XVII. Muito popular entre as famílias reais alemãs, tornou-se bastante comum durante o século XVIII na Alemanha. Após o século XVIII sofreu uma queda de popularidade, mas foi revivido no século XX, através da atriz italiana Sophia Loren, batizada como Sofia Villani Scicolone. No Brasil, Sophia é um nome feminino bastante popular, assim como a variante Sofia.

A filosofia religiosa judaica se ocupou muito com o conceito da divina Sophia, como uma revelação do pensamento interno de Deus e atribuiu a ela não somente a formação e ordenação do universo natural como também a comunicação de toda percepção e conhecimento à humanidade. Em Provérbios 8:1 e seguintes, Sabedoria (substantivo feminino) é descrita como conselheira de Deus que habitava dentro dele antes da Criação do mundo e que faz muitas coisas diante Dele.

Abdias Duque de Abrantes

Repórter PB
Repórter PB

Comentários

Aviso legal: Todo e qualquer texto publicado na internet através do Repórter PB , não reflete a opinião deste site ou de seus autores e são de inteira responsabilidade dos leitores que publicarem.

Destaques