suspeitas

OPERAÇÃO BLEEDER: PF investiga envolvimento de Empresa com Gestão do ex-prefeito de São João do Rio do Peixe em valores de R$ 130 milhões

De acordo ainda com a Policia Federal que investiga suposta lavagem de dinheiro

A Operação Bleeder deflagrada pela Polícia Federal na manhã da última quinta-feira (18), cumpriu 36 mandados de busca e apreensão em João Pessoa e várias cidades da Paraíba, que investiga o desvio de R$ 21 milhões em obras de construção de açudes na Paraíba, já começou os seus desdobramentos.

Conforme apontam as investigações até então, uma das Empresas citadas nesta Operação da Polícia Federal, a Inova Construções e Empreendimentos Eireli – ME, que trabalha, sob licitação, para prefeituras de diversos Estados, entre eles a Paraíba e Ceará, e tem como sócia-proprietária Liliane Elias de Alencar, com endereço empresarial Juazeiro do Norte/CE.

Essa mesma Empresa no período de 10.09.2018 a 27.05.2021, houvera movimentação financeira atípicas, suspeitas de lavagem de dinheiro, no valor de R$ 23.116.244,69, (vinte e três milhões cento e dezesseis mil duzentos e quarenta e quatro reais e sessenta e nove centavos) conforme tabela inserida nos autos do processo.

De acordo ainda com a Policia Federal que investiga suposta lavagem de dinheiro. O que chama atenção dos Agentes Federais é um ponto de ligação bastante suspeito entre a Inova Construção com outra Empresa de São João do Rio do Peixe, Mundo Novo Comercio de Petróleo Ltda, Empresa essa ligada a um parente do ex-prefeito Airton Pires, a qual recebeu em transação comercial o valor de R$ 130.800,00(cento e trinta mil reais).

O fato que levanta suspeita das autoridades é um Inquérito Civil Nº 044.2020.000595 instaurado pelo Ministério Público de São João do Rio Peixe que investiga denúncia apresentada pelo Vereador, José Ivan de um suposto esquema de vício licitatório para beneficiar no então Governo do Prefeito Airton Pires a referida empresa.

Em apenas 04 anos da gestão Aírton Pires, esta empresa, havia faturado em torno de R$ 6.000.000,00 (seis milhões de reais), como também na atual gestão de Luiz Claudino, o mesmo suposto esquema em tese continuado já passa de R$ 1.300.000,00 (um milhão e trezentos mil reais) em apenas nove meses de governo, enquanto que a Empresa de Juazeiro do Norte alvo da Operação da Polícia Federal  na Paraíba, já faturou quase R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais) na Prefeitura da cidade de São João do Peixe, conforme documento da Polícia Federal. 

As investigações seguem para esclarecer qualquer dúvidas a respeito dos pontos divergentes sobre a Empresa Inova Construções e Empreendimentos Eireli. Até então existem indícios, nada comprobatório ilicitamente.

Com relação a Operação Bleeder, Polícia Federal cumpriu 34 mandados de busca e apreensão na quinta-feira (18/11) nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Patos, Paulista e Pombal, na Paraíba; e em Juazeiro do Norte, no Ceará. 


A operação visa identificar envolvidos em possíveis desvios de recursos destinados à construção de barragens contra a seca no interior paraibano.


A força tarefa atendeu a um pedido do Ministério Público Federal (MPF) e contou com o apoio da Controladoria-Geral da União (CGU). Essa é a sexta fase da Operação Recidiva, denominada Operação Bleeder.


Segundo as investigações, em todas as obras, empresas de fachada venciam as licitações fraudadas e, por meio do pagamento de suborno a agentes públicos, executavam construção de açudes públicos que continham grandes percentuais de desvios de recursos.


Conforme levantamento feito pela CGU, as obras investigadas totalizam, aproximadamente, R$ 79 milhões, tendo sido constatados indícios de sobrepreço e superfaturamento nos montantes de R$ 13,3 e R$ 8,2 milhões, respectivamente. De acordo com a PF, com a morte de um dos principais investigados, seus dois filhos, também engenheiros, assumiram as principais ações da organização criminosa.


Confira a lista completa dos investigados:

Pessoas investigadas

JOAO FEITOSA LEITE

HELANE MARNE FEITOSA NUNES

FRANCISCO FEITOSA PALITOT NETO

JOAO FEITOSA LEITE JUNIOR

MANUEL ALVES DOS SANTOS

MARIA DO SOCORRO GOMES DE ALMEIDA ALVES

PETRONIO GOMES DE ALMEIDA

TACIZIO LEITE DANTAS

LILIANE ELIAS DE ALENCAR

RODNEY ROB DE QUEIROGA FREITAS

RAIMUNDO QUEIROGA NETO

JOSE ROBERTO DE QUEIROGA GOMES

JOSE ROBERTO DE QUEIROGA GOMES SEGUNDO

MAXWELL BRIAN SOARES DE LACERDA

PANTALIAO PEREIRA DE SOUSA

RAIMILSON TADEU DA SILVA PEREIRA

FRANCINILDA ALMEIDA DA SILVA

JORGE LUIZ LOPES DOS SANTOS

SANDRO CASSIO DE OLIVEIRA NUNES

KILLYS MARQUES ANDRADE MORORO

HEACKEL JANNIERE DE SOUSA RAMALHO

DENILSON PEREIRA RODRIGUES

MARIA DO SOCORRO TRAJANO DE SOUSA

SEBASTIAO QUEIROGA FILHO

DAMIAO ALLISSON CAVALCANTE DINIZ

CELSO MAMEDE LIMA



Empresas investigadas

PONTAIS SERVICOS DE PROJETOS E CONSTRUCOES LTDA

INOVA CONSTRUCOES E EMPREENDIMENTOS EIRELI

CONSTRUDANTAS CONSTRUCAO E INCORPORACAO LTDA

VIGA ENGENHARIA EIRELI

ACCOCIL CONSTRUCOES E LOCACOES EIRELI

WJ ENGENHARIA LTDA – EPP

NTZ CONSTRUTORA E LOCAÇÕES LTDA –

ITAJUNSATA ENGENHARIA E SERVIÇOS EIRELI


O ex-prefeito de São João do Rio do Peixe, Airton Pires ainda não se pronunciou sobre essa fase inicial das investigações que seguem por parte da Polícia Federal, e Ministério Público Federal. Contra o ex-prefeito de São João do Rio do Peixe não existe nada comprobatório nesta fase da Operação. 


Repórter PB

Destaques