Com o sonho de ler a Bíblia, mulher é alfabetizada aos 59 anos; Confira

“A gente que não sabe ler e escrever, fica muito dependente das outras pessoas”, conta dona Neusa.

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no ano passado, revelaram que o Brasil tem 11,8 milhões de analfabetos. Portanto, metade da população adulta não tem sequer o nível fundamental. Ao todo, 7% dos brasileiros não sabem ler e nem escrever.

Dona Neusa Costa Moreira da Silva, de 59 anos, faz parte desse percentual. Ao longo se sua vida, ela foi privada de desenvolver habilidades de leitura e escrita. No entanto, a frase “nunca é tarde demais” começou a fazer sentido para ela, pois nos últimos meses iniciou uma mudança em sua vida.

A senhora procurou o Programa Paraná Alfabetizado com o objetivo de realizar um sonho simples e antigo: ler a Bíblia. Como membro atuante da Igreja Assembleia de Deus, Neusa sempre quis entender as palavras que estão escritas no livro e não somente ouvi-las.

Nesse mundo rodeado pelas letras na internet, em jornais ou em simples cartas, a senhora apenas gostaria de conseguir se virar sozinha. “A gente que não sabe ler e escrever, fica muito dependente das outras pessoas. Chega uma carta, um talão de luz e de água e a gente não entende nada que tem ali. Agora vou ficar firme nos estudos, para poder ler a Bíblia e os cânticos do hinário da igreja”, conta.

Assim como Neusa também existem outras mulheres que estão correndo atrás do ensino perdido. Junto com ela, mais 14 senhoras vão duas vezes por semana nessa turma do Programa Paraná Alfabetizado. O projeto funciona numa sala de aula cedida pelo Colégio Estadual Professor Darcy José Costa, em Campo Mourão. Com Gospel Prime

 

Repórter PB
Repórter PB

Comentários

Aviso legal: Todo e qualquer texto publicado na internet através do Repórter PB , não reflete a opinião deste site ou de seus autores e são de inteira responsabilidade dos leitores que publicarem.

Destaques