Malafaia questiona omissão de feministas sobre polêmica com STF: “Não vão botar seio de fora?”

Malafaia salientou a postura inconsistente do movimento político que se sustenta no discurso de defesa das mulheres

No Dia Internacional da Mulher, o pastor Silas Malafaia gravou um vídeo sobre o que considera omissão do movimento feminista, mas que também pode ser enxergado como hipocrisia. O líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) voltou a comentar a decisão do Supremo Tribunal Federal que autorizou a mudança de nome para pessoas com disforia de gênero, sem a necessidade de cirurgia de mudança de sexo.

“Quero chamar atenção e aqui fazer o meu protesto a essas feministas, artistas globais que por qualquer bobagem se manifestam ‘em defesa das mulheres’, tudo com viés de aparecer. Eu quero perguntar a elas: e agora, quando o Supremo Tribunal Federal permite que o camarada troque de nome, mas não é obrigado a fazer nenhuma operação de transformação sexual? Um camarada com pênis pode entrar no banheiro feminino e pode ser colocado numa enfermaria feminina. Cadê vocês, feministas?”, questionou o pastor.

Malafaia salientou a postura inconsistente do movimento político que se sustenta no discurso de defesa das mulheres para promover conceitos progressistas, como aborto, ideologia de gênero e a chamada revolução sexual: “Vocês são ‘defensoras’ de meia tigela, de viés ideológico. Cadê vocês? Tudo caladas. Uma vergonha!”, disse.

“As mulheres, que são maioria, sendo afrontadas [por] essa balela, essa conversa fiada de Direitos Humanos para minoria, quando a maioria tem seu direito infringido. Eu fico indignado. Cadê vocês feministas? Não vão fazer protesto? Não vai botar seio de fora, não? Não vai fazer videozinho para fazer o protesto? Tudo caladas, vergonhosamente!”, criticou.

O pastor, repetindo o posicionamento manifesto em outras ocasiões, voltou a repudiar a decisão da Suprema Corte: “Uma das coisas mais absurdas que o Supremo Tribunal aprovou, sem colocar impedimentos, como por exemplo, ‘se o camarada trocar de nome, mas não fizer operação de troca de sexo, está impedido de entrar no banheiro feminino e impedido de ser colocado na enfermaria de mulheres’. Eu não tenho nada a ver com quem troca de sexo. Isso é problema deles. Mas a minha questão não é essa. É a minoria impondo à maioria aquilo que eles acham que é direito deles, e não o direito da maioria. Em nenhuma sociedade democrática a minoria impõe à maioria”.

“Vergonhosa a decisão do Supremo sem proteger as mulheres. E vergonhoso, mais ainda, as feministas, as artistas que se calaram diante de uma das maiores aberrações. Um homem com pênis que acha que é mulher entrar no banheiro feminino e ser colocado numa enfermaria feminina. É uma vergonha. E vem dizer que isso é direito humano, quando o direito da maioria é massacrado”, concluiu Malafaia. Com Gospel Mais

Assista ao vídeo de protesto do pastor Silas Malafaia:

Repórter PB
Repórter PB

Comentários

Aviso legal: Todo e qualquer texto publicado na internet através do Repórter PB , não reflete a opinião deste site ou de seus autores e são de inteira responsabilidade dos leitores que publicarem.

Destaques