Partido

Presidente Nacional diz que candidatura de Inácio Falcão não tem mais volta e planeja eventos partidários para Campina Grande

Luciana Santos afirmou que a candidatura de Inácio Falcão é algo já decido e não tem mais volta.

O deputado e pré-candidato à Prefeitura de Campina Grande, Inácio Falcão, se reuniu com a presidente nacional do PC do B e governadora em exercício de Pernambuco, Luciana Santos, para discutir planos para 2020 e projetos para Campina e para a região. Luciana Santos afirmou que a candidatura de Inácio Falcão é algo já decido e não tem mais volta.

O partido já planeja eventos partidários para Campina Grande e Luciana garante que vai usar a potencialidade do partido para fazer uma “belíssima campanha para ajudar Campina a escrever uma página bonita da sua história com o futuro prefeito Inácio Falcão”.

“Não tenho dúvida que ele será um excelente prefeito para Campina”, afirmou durante o encontro, que ocorreu nesta terça-feira (19) e também contou com a presença da presidente estadual Gregória Benário e do dirigente estadual do partido Jonildo Cavalcante.

Ela lembrou que a candidatura de Inácio é uma prioridade dentro do partido em contexto nacional, porque além das capitais, as cidades grandes, incluindo Campina, estão neste contexto.

“É uma prioridade nacional, ainda mais quando se trata de um deputado como Inácio, que tem trajetória de luta muito capilarizada e vai nos ajudar a mostrar que o PC do B sabe governar. Fui prefeita de Olinda. Governamos 16 anos porque mostramos que a gente sabe governar. Mostramos que a gente sabe dar resultado para melhorar a qualidade de vida da população. É o nosso interesse. É isso que nos move. Vamos fazer uma belíssima campanha em Campina”, destacou Luciana Santos.

Inácio agradeceu a confiança.

“Agradeço o apoio e a confiança dos líderes do PC do B em nível nacional, regional e estadual. Estou buscando conversar com outros partidos na construção de uma frente progressista, de projetos que tenham a identidade e a necessidade do povo de Campina Grande”, falou.

Pressão de outros partidos

Sobre ceder à pressão de outros partidos, Luciana argumentou que “o partido tem crédito e foi um partido que sempre cedeu para compor alianças”, mas dispõe de “lideranças fortes” em vários estados como Rio, Minas, Salvador, Maranhão.

“Então tem hora que o PC do B precisa ser cabeça de chapa”. Ainda mais que é Inácio o candidato que melhor se posiciona. É preciso composições que garantam vitória na eleição e o que garante é a candidatura do PC do B”, finalizou.

Repórter PB

Destaques