Justiça aceita mais três denúncias contra Cabral

Além de Cabral também viraram réus mais oito pessoas

A juíza Caroline Vieira Figueiredo, substituta da 7ª Vara Federal Criminal, aceitou três denúncias contra o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgii Cabral, feitas pelo Ministério Público Federal (MPF) em dezembro, no âmbito da Operação Calicute. 

Segundo o jornal O Globo, além de Cabral também viraram réus os ex-secretários Hudson Braga (Obras), Régis Fichtner (Casa Civil), Wilson Carlos (Governo), os operadores Luiz Carlos Bezerra e Wagner Jordão, o empresário Georges Sadala e os dirigentes da empreiteira Oriente Alex Sardinha e Geraldo André de Miranda Santos.

O MPF acusou o ex-governador de ter pedido, junto com Braga, propina em troca de vantagens em obras, no período entre 2010 e 2014. As outras duas acusações dizem respeito à Operação C´est Fini, na qual o empresário Georges Sadala pagava propina em um esquema comandado por Cabral - repasses que, entre 2009 e 2015, chegaram a soma de R$ 1,33 milhão.

 

Notícias ao Minuto
Repórter PB

Comentários

Aviso legal: Todo e qualquer texto publicado na internet através do Repórter PB , não reflete a opinião deste site ou de seus autores e são de inteira responsabilidade dos leitores que publicarem.

Destaques