Lamentável

Criança é brutalmente agredida, não resiste e morre em hospital na Paraíba; madrasta é suspeita de cometer o crime

Conforme o diretor do IPC, Márcio Leandro, a criança foi espancada, teve grande fluxo de sangue e o fígado explodiu devido ao choque

Um menino de apenas 04 anos de idade veio a óbito no último sábado (19), após dar entrada Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, agreste paraibano.

O pequeno Samuel Lucas Bernardo da Silva, foi levado pela madrasta, uma jovem de 24 anos de idade e nome preservado, devido ao menino apresentar um hematoma na cabeça.

Na unidade hospitalar a mulher contou uma versão completamente distorcida da verdade, informando que a vítima teria sofrido uma queda.
Infelizmente Samuel não resistiu aos ferimentos e veio a óbito, desde então iniciou-se o processo de investigação e após o laudo médico foi confirmado que a criança havia sido agredida violentamente.

Conforme o diretor do IPC, Márcio Leandro, a criança foi espancada, teve grande fluxo de sangue e o fígado explodiu devido ao choque.

O laudo ainda apontou que a vítima, apresentava lesões nos pés e no couro cabeludo, rupturas abdominais, como também, lesões cicatrizadas, em fases de cicatrização e outras recentes, indicando que a violência já acontecia há um tempo.

A suspeita de cometer o crime brutal foi presa em flagrante.

Repórter PB

Destaques