latrocinio

Acusado de praticar latrocínio na Paraíba é preso no Rio Grande do Norte

O acusado foi conduzido até a sede da DHPP de Mossoró/RN, submetido ao exame de corpo de delito e recambiado ao Estado da Paraíba, onde ficará à disposição do Poder Judiciário

Em uma ação integrada, policiais civis da Paraíba e do Rio Grande do Norte prenderam um homem acusado de praticar latrocínio (roubo seguido de morte). A prisão ocorreu nessa sexta-feira (14) e foi resultado de investigações feitas pela equipe da Delegacia Seccional de Mamanguape, no interior da Paraíba.
 
Segundo o delegado Walter Brandão, o crime ocorreu em Mamanguape. Após o delito, o acusado, que possui 23 anos, fugiu para o Rio Grande do Norte. Apesar disso, a Polícia Civil paraibana encontrou indícios  da  participação dele no crime e solicitou à Justiça a decretação da prisão.
 
"Policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Mossoró/RN, bem como do Núcleo de Homicídios e Grupo Tático Especial (GTE) de Mamanguape/PB, deram cumprimento ao mandado de prisão expedido pela 3ª Vara da Comarca de Mamanguape", afirmou o delegado. O acusado foi preso no município de Serra do Mel, no Rio Grande do Norte.
 
"O crime, praticado no dia 17 de junho deste ano, vitimou o vigilante José Thomaz da Silva Filho, 60 anos, no Conjunto Planalto, município de Mamanguape", acrescentou Brandão. A investigação foi realizada pela Polícia Civil da Paraíba, através do Núcleo de Homicídios da Mamanguape. A vítima foi roubada e morta, após ser ferida por golpes de faca.
 
O acusado foi conduzido até a sede da DHPP de Mossoró/RN, submetido ao exame de corpo de delito e recambiado ao Estado da Paraíba, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.
 
Apesar da prisão, as investigações irão continuar. Quem tiver informações sobre o crime pode fazer as denúncias à Polícia Civil da Paraíba por meio do Disque 197. O serviço é gratuito e sigiloso e garante o anonimato das ligações.

Repórter PB

Destaques