Após Investigação

Polícia prende funcionário dos Correios suspeito de desviar encomendas dos clientes da empresa

A quantia ainda não foi calculada, mas a Polícia estima que o valor totalize entre R$ 300 mil até R$ 500 mil.

Um funcionário da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) foi preso na noite desta sexta-feira (29) após suspeitas da participação dele no desvio de bens e valores de clientes da instituição.

O homem, que teve o nome legalmente preservado, foi preso em flagrante delito após equipes da Polícia Civil encontrarem na casa dele vários aparelhos eletroeletrônicos e dinheiro em espécie.

A quantia ainda não foi calculada, mas a Polícia estima que o valor totalize entre R$ 300 mil até R$ 500 mil.

Informações dão conta que o funcionário público tenha praticado o desvio de encomendas encaminhadas ao Centro de Distribuição dos Correios em João Pessoa.

De acordo com a Polícia Civil, o homem foi preso e levado para a delegacia para ser autuado por crime de peculato.

O crime é atribuído ao ato praticado por funcionário público que se apropria de bens e valores pertencentes à administração pública ou a particulares que utilizam os serviços públicos.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio de João Pessoa (DCCPAT). O homem foi autuado em flagrante por crime de peculato e foi encaminhado à carceragem, ficando à disposição da Justiça.

As mercadorias e quantias apreendidas serão submetidas a perícias e encaminhadas ao Poder Judiciário.

Repórter PB

Destaques