seccional

Sheyner faz alerta quanto a possibilidade de Paulo Maia disputar 3º mandato e defende alternância de gestão na OAB-PB

Sheyner lembrou que quando disputou a presidência da OAB pela primeira vez, Paulo Maia afirmou que não disputaria a reeleição

O advogado Sheyner Asfóra criticou a declaração do atual presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Paraíba (OAB-PB), Paulo Maia, de que não há ilegalidade regimental em disputar o mandato pela terceira vez consecutiva. Ele afirmou que defende a alternância do poder e renovação de toda a gestão.

 

Sheyner lembrou que quando disputou a presidência da OAB pela primeira vez, Paulo Maia afirmou que não disputaria a reeleição. No pleito seguinte, mudou de ideia e concorreu mais uma vez ao cargo de presidente. Agora, já fala na possibilidade de concorrer a um terceiro mandato.

 

“Paulo Maia só pode estar brincando ou zombando dos advogados e advogadas paraibanas. Não quero acreditar que ele se lance candidato pela terceira vez. Defendo a renovação de toda a gestão e acredito que a mudança é muito importante para o avanço da Ordem”, disse o advogado.

 

De acordo com o jurista, a perpetuação no poder, tão característica de regimes autoritários, não pode ser modelo seguido pela OAB. Ele afirmou ainda que Paulo Maia faz um segundo mandado cheio de problemas, onde a defesa dos advogados e das advogadas não é uma prioridade e o momento exige a união da advocacia paraibana para que se concretize essa renovação com mais representatividade de toda a classe advocatícia.


Repórter PB

Destaques