procon

Empresas não poderão suspender o fornecimento de água e luz de inadimplentes diz o Procon de Campina

Segundo o coordenador a medida valerá para todos os consumidores residenciais, os cadastrados no programa Tarifa Social e também para serviços essenciais

Em entrevista a TV Borborema na manhã desta quarta-feira, 25, o coordenador do Procon de Campina Grande, Rivaldo Rodrigues, falou uma novidade para os consumidores. Devido ao estado de quarentena provocado pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) suspendeu os cortes no fornecimento de energia por falta de pagamento das contas de luz por 90 dias (três meses).

Segundo o coordenador a medida valerá para todos os consumidores residenciais, os cadastrados no programa Tarifa Social e também para serviços essenciais. “Mas apesar desse prazo maior para suspensão do corte de energia elétrica por falta de pagamento, as dívidas não serão perdoadas. Por três meses essa dívida fica congelada, mas passado o prazo da medida, elas serão cobradas com multa e juros”, lembra Rivaldo.

Outra notícia importante é que a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) também não vai cortar o fornecimento de água dos consumidores inadimplentes durante a pandemia do novo coronavírus. O órgão acatou a uma recomendação da Defensoria Pública do Estado da Paraíba.

Caso essa medida seja descumprida no período em questão tanto pela Energisa (energia elétrica) como pela Cagepa (água) o consumidor deve acionar o Procon Municipal.

Repórter PB

Destaques