operação calvário

Documento revela acordo de delação de Livânia, e perdão para membros da família; Leia documento

O acordo foi assinado pelos advogados de Livânia, Procurados do GAECO no dia 24 de julho de 2019

Mais um documento referente a delação premiada feita pela ex-secretária de administração da Paraíba, Livânia Farias, envolvida no “esquema de corrupção”, desvios de recursos financeiro da saúde e educação do Estado no governo de Ricardo Coutinho.

O documento revela termos do acordo entre o Ministério Pública, e a investigada que inclui uma condenação, espécie de “premio” de oito anos, cumprimento em casa, usando tornoseleira, além de perdão para o ex-marido, Elves Rodrigues, e Maria Aparecida Estrela, personagens da compra de uma casa no Município de Sousa.

Ainda nos temos da delação premiada, ficou ainda acertado que Livânia Farias não poderá sair de casa neste cumprimento de prisão, não fazer festa, e receber pessoas parente de até 3º grau aquelas que conterem numa lista de 15 pessoas.

O acordo foi assinado pelos advogados de Livânia, Procurados do GAECO no dia 24 de julho de 2019.

Caso condenada, Livania terá que cumprir essas determinações, e o não cumprimento, a ex-secretária teria que cumprir a pena nos termos da sentença.

Livania ainda terá que dá palestra aos membros do Ministério Público, sobre funcionalidade de organização criminosa, a fim de outras deliberações em investigações.

O documento está disponível para consulta pública no Tribunal de Justiça da Paraíba.

A Operação Calvário foi desencadeada em dezembro de 2018 com o objetivo de desarticular uma organização criminosa infiltrada na Cruz Vermelha Brasileira, filial do Rio Grande do Sul, além de outros órgãos governamentais. A operação teve sete fases, resultado na prisão de servidores e ex-servidores de alto escalão na estruturado governo da Paraíba, e até o ex-governador, Ricardo Coutinho também foi preso nesta última fase da Operação.


Repórter PB

Destaques