negado

STJ nega Habeas Corpus do ex-secretário de Saúde, Waldson Sousa que permanece preso

Com isso, Waldson Sousa continua recolhido a Penitenciária Média de Mangabeira, a disposição da Justiça.

O ex-secretário de Saúde do Estado da Paraíba, Waldson Sousa, preso na 7ª Fase da Operação Calvário, denominado, “Juízo Final” teve no final da tarde desta quinta-feira (26) Habeas Corpus negado pela Ministra do STJ, Laurita Vaz.

Com isso, Waldson Sousa continua recolhido a Penitenciária Média de Mangabeira, a disposição da Justiça.

Waldson é citado como integrante da organização criminosa que no Governo do ex-governador, Ricardo Coutinho teria desviado mais de R$ 134 milhões dos recursos da saúde e Educação da Paraíba.

Waldson de Souza é apontado como responsável pelos acordos políticos e apoios, mediante repasse de dinheiro a prefeitos, deputados e candidatos nos 223 municípios paraibanos. O ex-secretário também teria estruturado mecanismos de ocultação das propinas, por meio de escritórios de advocacia, e era responsável pela escolha de agentes econômicos.

Repórter PB

Destaques