prisão

Ricardo Coutinho é preso pela Polícia Federal ao desembargar em Natal

Acusado de chefiar uma organização criminoso que desviou dinheiro da educação, saúde da Paraíba, Ricardo Coutinho segue para a sede da Polícia Federal na Capital

A Polícia Federal prendeu no final da noite desta quinta-feira (19), o ex-governador, Ricardo Coutinho.

A prisão aconteceu no aeroporto internacional de Natal/RN, quando o ex-chefe do executivo paraibano desembarcou.

Acusado de chefiar uma organização criminoso que desviou dinheiro da educação, saúde da Paraíba, Ricardo Coutinho segue para a sede da Polícia Federal na Capital João Pessoa, aonde deverá ficar à disposição da Justiça.

O Ministério Público apresentou a hierarquização e divisão da suposta organização criminosa que desviou R$ 134,2 milhões de recursos da saúde e educação. São quatro núcleos divididos em político, econômico, administrativo e financeiro operacional.

Núcleo político: composto por ex-agentes políticos e agentes políticos.

Núcleo econômico: formado por empresas contratadas pela administração pública com a obrigação pré-ajustada de entregarem vantagens indevidas a agentes públicos de alto escalão e aos componentes do núcleo político.

Núcleo administrativo: integrado por gestores públicos do Governo do Estado da Paraíba que solicitavam e administravam o recebimento de vantagens indevidas pagas pelos empresários para compor o caixa da organização em favorecimento próprio e de seu líder.

Núcleo financeiro operacional: constituído pelos responsáveis em receber e repassar as vantagens indevidas e ocultar a origem espúria.

Repórter PB

Destaques