Ataque

Rússia diz que ataque químico na Síria foi forjado

EUA e França dizem ter provas de que o ataque com um gás tóxico aconteceu

O chanceler russo, Serguei Lavrov, disse que o suposto ataque químico do sábado passado em Ghouta Oriental, na Síria, foi armado por agentes estrangeiros.

EUA e França dizem ter provas de que o ataque com um gás tóxico aconteceu. Ao lado do Reino Unido, eles planejam uma ação militar contra a Síria, em retaliação.

Durante encontro com a imprensa nesta sexta (13), Lavrov disse ter "evidências irrefutáveis" de que o ataque foi forjado como parte de uma "campanha russofóbica" liderada por um país, que não identificou.

Já o Exército russo, por meio de um porta-voz, responsabilizou o Reino Unido pela suposta armação. Igor Konashenkov acusou Londres de ter exercido "forte pressão" sobre os socorristas sírios para montar o ataque na cidade de Duma.

O secretário-geral da ONU (Organização das Nações Unidas), António Guterres, disse nesta sexta que o Oriente Médio está "um caos" e que a Guerra Fria está "de volta com uma vingança", durante uma reunião especial do Conselho de Segurança da ONU convocada pela Rússia.

Guterres instou os países a agirem "de maneira responsável nessas circunstâncias perigosas".

A Rússia tem forças militares empregadas na Síria em apoio ao ditador Bashar al-Assad.

O embaixador russo na ONU, Vassily Nebenzia, disse na reunião que EUA, França e Reino Unido estão interessados apenas na derrubada do regime Assad e na contenção russa.

"Continuamos a observar os perigosos preparativos militares para um ato de força ilegal contra um Estado soberano, o que constituiria uma violação da lei internacional", disse Nebenzia. "Pedimos que esses países reconsiderem."

Uma delegação de inspetores da Opaq (Organização para a Proibição da Armas Químicas) chegou à Síria nesta sexta, e uma segunda equipe é esperada para o sábado.

Nesta semana, a OMS (Organização Mundial da Saúde) afirmou que 43 pessoas morreram com sintomas compatíveis com um ataque químico. Outras 500 receberam atendimento médico. Com informações da Folhapress.

Repórter PB
Repórter PB

Comentários

Aviso legal: Todo e qualquer texto publicado na internet através do Repórter PB , não reflete a opinião deste site ou de seus autores e são de inteira responsabilidade dos leitores que publicarem.

Destaques