Filme

Cine Banguê Acessível exibe longa-metragem nacional ‘Era o Hotel Cambridge’

O filme deste mês será ‘Era o Hotel Cambridge’, dirigido por Eliane Caffé. No elenco, o paraibano José Dumont. A entrada é gratuita.

Na próxima terça-feira, dia 21, a partir das 14h, a Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) exibirá mais um longa-metragem nacional no projeto ‘Cine Banguê Acessível’. O filme deste mês será ‘Era o Hotel Cambridge’, dirigido por Eliane Caffé. No elenco, o paraibano José Dumont. A entrada é gratuita.

O Projeto Cine Banguê Acessível foi iniciado em novembro do ano passado e teve em sua estreia exibição do longa-metragem paraibano ‘Ambiente familiar’. Já em dezembro, o filme exibido foi ‘Benzinho’ (premiado no Festival de Gramado). Agora em janeiro, o longa é ‘‘Era o Hotel Cambridge’.

O projeto conta com exibição mensal de filmes para surdos (e pessoas com baixa audição) e cegos (também pessoas com baixo nível de visão). Todas as sessões oferecem legenda, legenda descritiva, audiodescrição ou Libras na tela), no Cine Banguê (com capacidade para 130 espectadores), que funciona entre a Biblioteca Juarez da Gama Batista e a Gibiteca Henfil.

‘Era o Hotel Cambridge’ mistura ficção e realidade. O longa foi eleito o melhor filme pelo público e pela Federação Internacional de Críticos de Cinema no Festival do Rio de 2016, além de ter sido premiado em San Sebastián, na Espanha. ‘Era o Hotel Cambridge’ relata o cotidiano de refugiados estrangeiros que buscaram abrigo num prédio de São Paulo onde antes funcionava a instituição do título.

O filme revela os detalhes dos conflitos em países do Oriente Médio que forçaram várias dessas pessoas a deixarem as suas casas. “Eu vim porque tive que vir”, diz um congolês. Algumas dessas conversas são reais, gravadas pela equipe de Eliane Caffé, que propositalmente buscou não atores para interagir com artistas profissionais — José Dumont e Suely Franco integram o elenco.

Repórter PB

Destaques