Sertão

Festival de Cultura Cigana é atração no município de Sousa; Veja

Mariah Marques, Gerente de Arte e Cultura Popular da Secult, acrescenta que esta é uma oportunidade de aproximação da sociedade com o que há de mais rico e interessante no seio cigano.

A cultura passa pela Paraíba nas minorias ciganas instaladas no alto sertão, precisamente no município de Sousa, distante 438 km da Capital. É, justamente, lá onde se encontra a maior concentração Cigana do Brasil, existente há mais de trinta e cinco anos.

O Governo do Estado da Paraíba através de suas Secretarias de Estado da Cultura, e da Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana, e a Prefeitura Municipal de Sousa, em comemoração ao Dia Nacional dos Povos Ciganos, realiza nesse dia 24 maio, nos ranchos ciganos, e dia 25, na Praça da Matriz, em Sousa, PB, o Festival de Cultura Cigana, com música, dança, artesanato, comidas típicas, e vasta programação pertinente à cultura cigana.

O Secretário de Estado da Cultura da Paraíba, Damião Ramos Cavalcanti, diz da importância de se valorizar este povo que aqui aportou e construiu suas comunidades, enriquecendo a nossa cultura, e da prioridade que o Governo João Azevedo tem destacado em favor dos ciganos, como também os quilombolas e os indígenas.

Mariah Marques, Gerente de Arte e Cultura Popular da Secult, acrescenta que esta é uma oportunidade de aproximação da sociedade com o que há de mais rico e interessante no seio cigano, realizando um Festival em que é possível vivenciar sua cultura, seus costumes, dançar e conviver com sua música e, principalmente dialogar com a população cigana.

Para aqueles que desejam aproveitar um pouco mais da programação, o início será no dia 24.05, uma grande festa nos ranchos ciganos, que ficam situados na periferia de Sousa, enquanto, o dia 25.05 fica destinado à abertura do Festival com presença de autoridades, artistas, imprensa, e turistas, e segue a programação oficial no centro da cidade, precisamente na Praça da Matriz. Além do artesanato, degustação, dança e música, tarô, será possível também a leitura mãos e outras atividades ciganas.

Repórter PB

Destaques