Denúncia

Promotor abre procedimento para investigar suposta compra de votos no pleito eleitoral pela Vereadora sousense, Lana Dantas

As denúncias de suposta compra de votos recaem também sobre o presidente do Partido (REDE), Emmanuel Furtado, esposo da Vereadora Lana Dantas

Manuel Pereira de Alencar, Promotor de Justiça na Cidade de Sousa recebeu denúncia anônima pela Ouvidoria do MPPB dando conta de supostas irregularidades no pleito eleitoral de 2020, praticadas em tese pela Vereadora eleita, Maria Evangelina Dantas, conhecida por “Lana Dantas”.

As denúncias de suposta compra de votos recaem também sobre o presidente do Partido (REDE), Emmanuel Furtado, esposo da Vereadora Lana Dantas.

As irregularidades apontadas na Inicial remetem também a fatos já conhecidos e divulgados pela Mídia Social pelo ex-assessor de campanha, Evandro Cassiano Ferreira que acusa a Vereadora Lana Dantas por suposta compra de votos, e para comprovar sua fala, teria apresentado provas que comprovariam suas denúncias contra a Parlamentar Mirim Sousense.

O Procedimento Investigatório Criminal foi dado procedimento na manhã desta terça-feira (19) por Parte do Promotor, Dr. Manuel Pereira de Alencar, que também já determinou buscas em cartórios para saber se já existem outras ações em andamento sobre o assunto, e assim ajuntar as provas em uma só ação de Investigação.

A Vereadora Lana Dantas sobre o tema pretérito nega veemente qualquer ilicitude sobre a suposta compra de votos no pleito eleitoral em 2020, como acusa seu ex-assessor de campanha, Evandro Cassimiro Ferreira.


Repórter PB

Destaques