Denúncia

Após 10 anos, Médico é condenado por morte de Paciente no Hospital Regional de Sousa

A sentença é do Juiz de Direito Dr. José Normando Fernandes na primeira Vara da Comarca de Sousa

O Médico Wanderley Gonçalves de Abrantes foi condenado por negligência contra uma Mulher identificada como sendo Luciana Batista de Sousa Celestino. O fato aconteceu no dia 23 de agosto de 2010, por volta das 04h00, no Hospital Regional Deputado Manoel Gonçalves de Abrantes (Hospital Regional de Sousa).

O denunciado teria sido negligente com a Vítima, ocasionado assim a morte da Mulher. Na época, o Médico no dia 22 de agosto do mesmo ano prescreveu alguns medicamentos para essa Paciente, tendo relatado que ela tinha sofrido um ataque cardíaco e dispneia.

Wanderley atendeu a Mulher, mas o Ministério Público entendeu e denunciou que, deveria ter feito outros exames auxiliares para ajudar no tratamento, ou seja, o médico fez mais prescrições de medicamentos do que exames, tipo cardiogramas, o qual seria necessário.

Foi aberto inquéritos com ações ajuizadas. Várias testemunhas foram ouvidas, inclusive o próprio Profissional da saúde, onde prestou todos os esclarecimentos com relação ao caso. Wanderley constituiu para sua defesa o Advogado Ozael da Costa Fernandes.

No final de tudo, o Juiz entendeu de que em julgar procedente a denúncia contra o Médico nas penas do artigo 121, parágrafo terceiro e quarto do código penal, o qual atribuiu uma ação penal de dois anos e dois meses e vinte dias de detenção, visando em regime inicial aberto, dando o direito a ele de recorrer da sentença em liberdade, como também a possibilidade da suspenção de restritiva da pena de direitos de serviços nas modalidades: prestação de serviços a comunidade, proibição de frequentar lugares, como Bar, Boates, casas de Shows, Prostituição, dentre outros similares.

A sentença é do Juiz de Direito Dr. José Normando Fernandes na primeira Vara da Comarca de Sousa que condenou o Médico, Wanderley Gonçalves de Abrantes de acordo com o Ministério Público da Paraíba, justamente pela morte da Paciente Luciana Batista de Sousa Celestino, fato que aconteceu no dia 23 de agosto de 2010, no Hospital Regional de Sousa.

Repórter PB

Destaques