Catolé do Rocha

Patrulha Mirim Solidária realiza ações no trânsito do Sertão da Paraíba

O projeto Patrulha Mirim Solidária é desenvolvido por policiais militares com meninos e meninas de escolas públicas e surgiu, no ano passado, no município de São Bento.

Durante o Maio Amarelo, mês que busca sensibilizar a sociedade para um trânsito mais seguro, mais de 30 crianças que participam de um projeto desenvolvido pela Polícia Militar, no Sertão do estado, realizam ações educativas, alertando motoristas, passageiros e pedestres na cidade de Catolé do Rocha.

Na manhã da última segunda-feira (20), meninos e meninas do projeto Patrulha Mirim Solidária (PMSol), desenvolvido com alunos do 4º ao 8º ano na escola municipal Catarina Maia, realizaram uma atividade educativa e preventiva no trânsito da cidade de Catolé do Rocha. Com apoio e orientação dos policiais do 12º Batalhão, Batalhão de Trânsito, e Secretaria Municipal de Saúde, as crianças realizaram blitzen, abordagens e distribuição de panfletos.

O objetivo dos alunos foi transmitir o que foi aprendido em sala de aula: repassar aos motoristas as orientações para um trânsito mais seguro, e conscientizá-los sobre a obrigatoriedade do uso dos itens de segurança, como capacete e cinto.

O projeto Patrulha Mirim Solidária é desenvolvido por policiais militares com meninos e meninas de escolas públicas e surgiu, no ano passado, no município de São Bento, chegando neste ano até a cidade de Catolé do Rocha. A PMSol realiza ações e atuações cívico-sociais e religiosas, dando exemplo de patriotismo, cidadania, disciplina, civismo, educação ambiental e para o trânsito.

Durante os próximos meses, os alunos do projeto terão dois encontros por semana com os policiais militares, no turno diferente do das aulas, para as instruções e atividades educativas.
O projeto tem ajudado os participantes a desenvolverem plenamente as suas potencialidades intelectuais, sociais e afetivas, bem como contribuído para o trabalho em equipe e o cultivo da paz. Além disso, os resultados têm melhorado o rendimento escolar e o comportamento.

Repórter PB

Destaques