Audiência

Após reunião com Mandetta, Wilson Filho diz que Ministério irá avaliar construção de Hospital Federal do Câncer na Paraíba

Com a crise financeira no Hospital Napoleão Laureano, que atende 74% dos casos de câncer na Paraíba, a questão se tornou uma prioridade para o parlamentar.

O deputado estadual Wilson Filho (PTB) esteve presente em audiência com o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, nessa quarta-feira (9), para expor a situação dos equipamentos públicos especializados em oncologia no Estado da Paraíba. Com a crise financeira no Hospital Napoleão Laureano, que atende 74% dos casos de câncer na Paraíba, a questão se tornou uma prioridade para o parlamentar.

Wilson recebeu do ministro a garantia de que um corpo técnico será formado para fazer um diagnóstico da rede de oncologia na Paraíba e, desta maneira, avaliar se é necessária a construção de um hospital federal no Estado. Na ocasião, o deputado explicou a Mandetta que não existe serviço público para o tratamento de câncer em João Pessoa, com os hospitais que fazem o atendimento pelo SUS sendo privados/filantrópicos e não conseguindo suprir a demanda.

“O Ministério vai se reunir e enviar uma equipe técnica para fazer uma vistoria nos hospitais que tratam o câncer para descobrir onde está o gargalo. Por que a concentração maior é em um único hospital? Há possibilidade de continuar com esta rede em nível de Estado? Vão saber o que é necessário, se a rede atual pode dar conta do recado, para decidir sobre a possível construção de um novo hospital na Paraíba”, sintetizou Wilson Filho.

Acompanhado de uma comitiva de deputados estaduais e federais, o parlamentar pediu ao ministro o aumento do custeio dos hospitais públicos/filantrópicos, como o Laureano e o São Vicente de Paula, ambos em João Pessoa; a FAP de Campina Grande e o Hospital do Bem, em Patos. Wilson solicitou ainda o acréscimo do teto de gastos nos hospitais e a aquisição de novos equipamentos, como aceleradores lineares - equipamentos de alta tecnologia desenvolvidos para emitir a radiação utilizada em diversos tratamentos para combater a doença.

Participaram da reunião ainda os deputados estaduais Cabo Gilberto (PSL), Tovar Correia Lima (PSDB), João Henrique (DEM), e Drª Paula (Progressistas); além dos deputados federais Wilson Santiago (PTB), Edna Henrique (DEM) e Ruy Carneiro (PSDB). Participou da reunião, ainda, o diretor-presidente do Hospital Laureano, Drº Carneiro Arnaud.

Repórter PB

Destaques