Celebração

Bolsonaro realiza celebração de Páscoa antecipada no Planalto com banda gospel

A banda Arena Louvor foi responsável pela cantata.

A celebração da Páscoa aconteceu de forma antecipada no Palácio do Planalto, com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) participando do evento acompanhado da primeira-dama, Michelle, e de alguns dos ministros do governo. A banda Arena Louvor foi responsável pela cantata.

Na última quarta-feira, 17 de abril, a Presidência reuniu servidores públicos, ministros, convidados e alunos de uma escola pública de Brasília para acompanharam a Cantata de Páscoa organizada no salão nobre do Palácio do Planalto.

A banda Arena Louvor é ligada à igreja Sara Nossa Terra (liderada pelo bispo Robson Rodovalho, um dos maiores apoiadores do presidente), e ficou responsável pela parte musical, enquanto funcionários do palácio se revezavam, entre uma música e outra, na leitura de versículos bíblicos no púlpito montado para a ocasião.

De acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo, Michelle Bolsonaro acompanhou a apresentação musical, cantando as canções de olhos fechados. O presidente, assim como os ministros, se reservaram a assistir a apresentação.

A certa altura, o ministro de louvor convidou os presentes a ficarem de pé e “declarar que Jesus vive”, o real motivo da celebração pascoal.

Os ministros presentes ao evento foram o pastor André Luiz de Almeida Mendonça, advogado-geral da União; Onyx Lorenzoni (DEM-RS), ministro da Casa Civil; general Floriano Peixoto, secretário Geral da Presidência; Osmar Terra (MDB-RS), ministro da Cidadania; pastora Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos; general Carlos Alberto dos Santos Cruz, secretário de Governo; general Fernando Azevedo e Silva, ministro da Defesa; Paulo Guedes, ministro da Economia; Abraham Weintraub, ministro da Educação; almirante Bento Albuquerque, ministro das Minas e Energia; Marcos Pontes, ministro da Ciência e Tecnologia; e Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo.

Jair Bolsonaro fez breve pronunciamento, disse que o momento é de paz e reflexão e pregou a valorização da família: “Longe às vezes de um homem durão que alguns pensam que eu sou, estou subordinado à senhora Michelle de Paula. Nós nos complementamos e somos a base da sociedade, que é a família”, afirmou o presidente, que em seguida, defendeu que os filhos sigam os pais.

Com Gospel Mais

Repórter PB

Destaques