Deputado Federal

Wilson Santiago rebate decisão do MEC em excluir IF do Sertão de plano de expansão; ministro promete novo estudo para reaver decisão

A ideia inicial do MEC era criar dez institutos, mas, após consulta aos atuais reitores, foi confirmada a criação de apenas seis

O deputado federal Wilson Santiago participou, nesta quarta-feira (20), da audiência pública convocada pela Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados que tratou sobre a proposta de criação de novos institutos federais no Brasil. 


Em reunião com os reitores no dia 30 de agosto o ministro da Educação, Milton Ribeiro, anunciou a criação de dez novos institutos federais, a partir do desdobramento dos campi e ficou acertado com os reitores das instituições, que eles deveriam se posicionar sobre o assunto até o dia 20 de setembro. Após essa data, apenas cinco estados se pronunciaram favoráveis ao desmembramento. O IFPB foi contra.

Durante a audiência pública desta quinta-feira (20), o ministro da Educação confirmou a criação de apenas seis Institutos Federais de Ensino Superior (Ifes), excluindo a Paraíba. A ideia inicial do MEC era criar dez institutos, mas, após consulta aos atuais reitores, foi confirmada a criação de apenas seis. 

O deputado Wilson Santiago fez uma intervenção e rebateu a decisão do MEC, solicitando que a criação do IF do Sertão seja mantida. “Infelizmente fomos surpreendidos pelos próprios reitores que sugeriram reduzir a quantidade com justificativas que não nos convence. Não podemos concordar com isso e vamos nos unir para atender à reivindicação da população paraibana”, ressaltou Wilson.

O deputado federal Wilson Santiago defendeu o desmembramento do IFPB e criação do Instituto Federal do Sertão e se comprometeu a recolher assinaturas dos 15 integrantes da bancada federal paraibana para reforçar e cobrar a execução do projeto.

Após o posicionamento do deputado Wilson Santiago, o ministro assumiu o compromisso de requisitar um novo estudo e elaboração de uma planilha que será encaminhado ao Ministério da Economia, incluindo a criação do Instituto Federal do Sertão. “Esta é uma luta que demos início em 2014, quando o então deputado federal Wilson Filho apresentou um projeto de lei. Em 2019, apresentei novamente o projeto e reafirmo que daremos continuidade a nosso trabalho pela concretização do IF do Sertão”, afirmou Wilson Santiago.

Atualmente o Instituto Federal da Paraíba conta com 21 campi e tem mais de 30 mil alunos. A proposta visa desmembrar do IFPB os campi de Cajazeiras, Catolé do Rocha, Itaporanga, Patos, Princesa Isabel, Santa Luzia e Sousa, passando a compor o IFSPB.

O deputado federal Wilson Santigo começou a colher as assinaturas dos 15 integrantes da bancada federal na tarde desta quarta-feira (20).

Repórter PB

Destaques