João Pessoa

Anísio Maia resiste à intervenção e convoca militância para uma plenária virtual

Anísio Maia argumentou que em uma democracia não pode deve haver espaço para autoritarismo.

O pré-candidato pelo Partido dos Trabalhadores (PT) ao cargo de prefeito de João Pessoa, Anísio Maia, afirmou que vai resistir ao processo de intervenção do Diretório Nacional do partido a sua pré-candidatura, homologada na noite da quarta-feira (16), e convocou filiados e simpatizantes para a Plenária da Militância Petista, que será realizada nesta sexta-feira (18), às 19h, pela sala zoom.

“Nós vamos resistir! Não aceitamos um candidato que foi imposto, um candidato dele mesmo, através de uma candidatura que foi feita nas sombras. Nós aceitaríamos se juntassem os três diretórios para trocar ideias e propostas, mas dessa forma não nos submeteremos. Vamos questionar na justiça e vamos questionar politicamente. Nós devemos convocar os filiados para dizer que o nosso processo é democrático e o melhor processo para João Pessoa”, afirmou.

Anísio Maia argumentou que em uma democracia não pode deve haver espaço para autoritarismo “porque quem constrói uma eleição democrática quando vai administrar segue o mesmo ritmo e quem constrói uma eleição com autoritarismo, com violência dessa forma quando for administrar vai fazer a mesma coisa. Por isso, nós temos que reagir. A candidatura do PT representa um projeto construído com a militância, dirigentes, simpatizantes da sigla e de várias entidades da sociedade civil organizada”, frisou.

Repórter PB

Destaques