Ocorrências

Suspeitos de violência doméstica são presos pela Polícia Militar na Paraíba

Os envolvidos foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil.

Somente nesse domingo (15), policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) realizaram seis prisões, duas delas de suspeitos de violência doméstica. A primeira delas aconteceu no Bairro São José, em Guarabira, quando a guarnição foi acionada pelo Copom para atender a uma ocorrência na qual a vítima relatou ter sido agredida fisicamente pelo seu companheiro. De imediato, os policiais compareceram ao local e ouviram os relatos dela, que estava muito nervosa e apresentando sinais de agressões do seu companheiro que, segundo ela, tinha o hábito de agredi-la há cerca de quatro anos. Os envolvidos foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil.

Na outra ocorrência de violência doméstica, registrada no Sítio Independência, zona rural de Juarez Távora, o irmão da vítima procurou a guarnição informando que sua irmã, estava sendo agredida pelo cônjuge. A guarnição comandada pelo soldado Filho esteve no local e manteve contato com a vítima, que relatou que seu cônjuge havia ingerido bebida alcoólica e posteriormente danificado os objetos de casa, vindo também a ameaçá-la e agredi-la. O homem, que apresentava fortes sinais de embriaguez, foi preso e conduzido à delegacia.

Também em Guarabira, no Loteamento Sol Nascente, a guarnição da Rotam foi acionada pela vítima para atender uma ocorrência na qual ela se queixava de perturbação do sossego, causada por um som automotivo em alto volume, próximo a sua residência, que estava incomodando também a outros moradores. Ao chegarem ao local, os policiais constataram a veracidade do fato e observaram que o suspeito fazia uso de bebida alcoólica. Ele o veículo foram conduzidos à delegacia.

Em outra ocorrência, a guarnição do supervisor foi informada que na Praça do Juá estava havendo vias de fatos entre dois homens, As guarnições de Rádio Patrulha estiveram no local e os envolvidos tinham se evadido, mas foram localizados e presos em seguida. Na delegacia, após um diálogo entre os dois, eles entraram em consenso e solicitaram a renúncia recíproca do direito de representação/queixa.

No Sítio Pacheco, zona rural do município de Araçagi, a proprietária de um bar solicitou apoio policial no estabelecimento, onde estava sendo realizada uma seresta e, durante o evento, um homem apresentando sintomas de embriaguez pediu que a mesma lhe servisse uma garrafa de bebida, porém, ela se recusou a atendê-lo, devido ao estágio avançado de embriaguez em que ele se apresentava. O homem, inconformado, quebrou uma das mesas do local e a vítima pediu que ele pagasse o valor correspondente ao bem danificado e ele então começou a proferir palavras de baixo calão.

A viatura comandada pelo sargento Martins manteve contato com a vítima e iniciou diligências, vindo a localizar o suspeito que, apresentando sinais visíveis de embriaguez, estava conduzindo uma moto. Ele recebeu voz de prisão e foi levado à delegacia juntamente com a moto para a realização dos procedimentos legais.

Repórter PB

Destaques