Investimento

Núcleo do Consumidor investe na conciliação e evita judicialização de 90% dos conflitos

Procurado especialmente por quem enfrenta problema com planos e seguros privados de assistência médica à saúde

Em um ano, o Núcleo de Defesa do Consumidor (Nudecon) da Defensoria Pública do Estado da Paraíba (DPPB) evitou a judicialização de 90% das ações que chegaram à instituição por meio da sua Câmara de Conciliação. Com o objetivo de solucionar conflitos entre as partes, o Núcleo é mais um reforço para os consumidores na defesa dos seus direitos.

Procurado especialmente por quem enfrenta problema com planos e seguros privados de assistência médica à saúde, contas de cartão de crédito ou se sentiu ludibriado em alguma operação no comércio, o Nudecom tem alcançado, segundo o defensor público e coordenador do Núcleo, Manfredo Rosenstock, expressivos resultados na solução de conflitos através da conciliação e mediação extrajudicial.

Esses resultados se refletem no aumento da procura pelo Núcleo, que já superou em 20% o número de processos administrativos abertos em 2017.

“Há um esforço muito grande por parte de toda a equipe, que tem se empenhado em torno do objetivo comum de solucionar conflitos envolvendo superendividados e empresas prestadoras de serviços públicos, assim como comércio e administradoras de planos da saúde suplementar”, ressaltou Manfredo Rosenstock.

Judicialização – Embora o principal objetivo do Nudecon seja a solução de conflitos entre as partes, o Núcleo também tem registrado êxito quanto a judicialização dos processos, especialmente àqueles relacionados a saúde suplementar, motivados pela necessidade de procedimentos e tratamentos negados pelos planos de saúde, a exemplo de fornecimento de próteses, órteses, medicamentos e tratamentos especiais.

Esse êxito pode ser dimensionado pelo deferimento de quase 100% dos pedidos de tutela antecipada para realização de procedimentos como cirurgia bariátrica, tratamento e cirurgia de câncer de próstata, procedimento cirúrgico no cérebro, ressonâncias magnéticas, sessões de terapias ocupacionais diversas, entre outras.

 

Repórter PB

Comentários

Aviso legal: Todo e qualquer texto publicado na internet através do Repórter PB , não reflete a opinião deste site ou de seus autores e são de inteira responsabilidade dos leitores que publicarem.

Destaques