Desenvolvimento

Alunos do programa MedioTec desenvolvem jogos digitais inspirados no Nordeste

Vindos de escolas variadas da Rede Estadual, os 25 alunos do curso trabalharam durante três meses em equipe.

Estudantes do curso de ‘Programação de Jogos digitais’, oferecido pelo programa Mediotec/Paraíbatec da Secretaria de Estado da Educação e Ciência e Tecnologia (SEECT), em Campina Grande, desenvolveram jogos para celular e computador com o tema ‘Histórias do Nordeste’. A iniciativa do curso teve como objetivo trabalhar de forma multidisciplinar auxiliando no ensino médio, além de preparar os alunos para o mercado de trabalho e apresentar um pouco da história da Paraíba de forma lúdica. O lançamento dos jogos aconteceu no mês de dezembro.

Foram desenvolvidos oito jogos, um deles já está disponível no site https://jogosdigitaiscgpb.itch.io/seca para ser usado em celular e computador. Vindos de escolas variadas da Rede Estadual, os 25 alunos do curso trabalharam durante três meses em equipe.

Para a criação dos jogos, os alunos realizaram várias atividades: aulas de campo, visitas técnicas, eventos acadêmicos, visitaram museus e fizeram pesquisas sobre a história, personagens e momentos históricos que marcaram a Região. Com o intuito de fazer a ponte entre a educação teórica e a prática. As aulas do Mediotec acontecem no período da tarde, contraturno das aulas do ensino médio regular dos alunos.

O programa MedioTec é uma ação nacional que visa o fortalecimento das políticas de educação profissional, oferecendo o ensino técnico de nível médio articulado de forma simultânea com as redes de educação e com o setor produtivo. O programa funciona no Estado através do ParaíbaTec.

Jogo - O jogo ‘SECA’ foi inspirado no poema Morte e Vida Severina do escritor brasileiro João Cabral de Melo Neto. Conta a história de Biu (Severino) que enfrenta dificuldades encontradas no Sertão nordestino, fazendo com que a chuva volte a se fazer presente na Região.

Segundo o orientador pedagógico, Thiago Morais, a meta é disponibilizar todos os jogos e criar novos com outras temáticas. “Os resultados superaram as expectativas. Os alunos tiveram poucos meses e era um desafio criar jogos com uma temática tão rica, abrangente e multidisciplinar. Eles fizeram pesquisas de campo e criaram tudo: construção de personagens e cenários, enredo e sons. Ficamos ainda mais satisfeito pois os alunos tiveram que aprender várias áreas do conhecimento como história, geografia, matemática, além de terem uma experiência para o mercado de trabalho fazendo esses jogos em equipes e com prazos”, disse.

Para a professora Ana Paula do Ó, o ensino da Ciência da Computação traz diversos benefícios para os alunos. “A Computação é uma ciência que investiga e resolve problemas, proporciona um novo mundo e muda radicalmente o comportamento de uma sociedade”, afirma Ana Paula.

Ainda de acordo com a professora, os resultados do Fórum Mundial mostram que 65% das crianças e adolescentes que hoje se encontram no ensino fundamental e médio atuaram em profissões que ainda não existem. O curso de Jogos Digitais do MedioTec proporcionou para os alunos a possibilidade de uma futura profissão e habilitou competências e habilidades, sendo fator determinante para que definissem a carreira profissional, direcionando-os a um projeto de vida.

“Meu objetivo é ensinar Computação da melhor forma, através de games, que hoje fazem parte do cotidiano das crianças e adolescentes, trazendo para eles a responsabilidade de serem protagonistas neste processo. Este trabalho é mérito da dedicação tanto da equipe pedagógica, técnica e administrativa, mas acima de tudo da dedicação do professor e dos seus alunos. Vislumbrar o resultado final é muito gratificante”, falou.

Repórter PB

Destaques