Mercado da Bola

Flamengo monta estratégia e monitora situação de Daniel Alves, que rescindiu com o São Paulo

Clube vê como viável uma possível negociação se o lateral se enquadrar nos moldes pretendidos pela diretoria. E isso inclui um salário bem menor do que recebia no Tricolor

O conceito de “sempre aberto para oportunidades de mercado” que Marcos Braz costuma repetir nunca se fez tão real para o Flamengo como neste ano. Em cenário muito parecido com o de David Luiz, o clube monitora a situação de Daniel Alves com o tempo a favor e à espera da possibilidade de agir.


Com a rescisão assinada com o São Paulo na noite de quinta-feira, o Flamengo tem planejada a estratégia para se tornar o destino do lateral-direito.

O jogador já indicou em conversas informais que tem em mente atuar na lateral, de olho na Copa do ano que vem. Por mais que conte com Isla, Matheuzinho e Rodinei no setor, o Flamengo entende que não pode fazer vista grossa para chance de ter um atleta deste porte, desde que seja nos seus moldes.

E isso inclui salário bem menor do que recebia no São Paulo. A percepção é de que não há possibilidade no mercado melhor do que o atual bicampeão brasileiro para que o lateral realize seu sonho de disputar a Copa do Mundo do Catar.

O fato de Daniel Alves não poder mais jogar a Libertadores, a Copa do Brasil e nem mesmo um possível Mundial de Clubes não é problema para os rubro-negros. Há consenso de que qualquer negociação seria até o fim de 2022.

E é justamente por ter somente o Brasileirão no horizonte que o Flamengo vê o tempo jogar a seu favor. Daniel Alves recebeu sondagens de clubes do México e de menor expressão na Europa, mas seguir no Brasil, onde ao menos quatro clubes já sinalizaram interesse, é parte importante no plano para convencer Tite.

Sendo assim, qualquer negociação precisa ser definida até a próxima sexta-feira, dia 24, quando se encerram as inscrições no Brasileirão. Com uma bolada para receber do São Paulo nos próximos anos, Daniel Alves sabe que terá que reduzir consideravelmente sua pedida para definir o próximo passo da carreira.

O Flamengo observa o desenrolar dos fatos à distância e manda recado. “Se precisar, estou aqui…”. Fazer concorrência financeira não faz parte do plano. Depende mais do desejo que Dani Alves sinalizar.



Fonte: Globo Esporte. 

Repórter PB

Destaques