Timão

Duílio descarta volta de Romero e fala sobre renovação de Mancini com o Corinthians

Nesta quarta-feira, no entanto, o presidente Duílio Monteiro Alves descartou a chegada dos dois atletas.

O retorno do atacante paraguaio Ángel Romero ao Corinthians não ocorrerá em 2021. Na última segunda-feira, o site argentino "Infobae" publicou que o jogador de 28 anos poderia voltar ao Timão acompanhado do irmão gêmeo, o meia Óscar Romero. Nesta quarta-feira, no entanto, o presidente Duílio Monteiro Alves descartou a chegada dos dois atletas.

"Esse assunto do Romero surgiu essa semana. A gente sabe que ele é ligado ao Corinthians, até falou que ia voltar, e ficamos sabendo que ele teve um problema no vestiário com o irmão dele, mas não tem nada. A gente vai fazer poucos investimentos no futebol esse ano", disse o mandatário em entrevista ao BandSports.

Atualmente, Ángel e Óscar Romero defendem o San Lorenzo, da Argentina. A motivação da eventual saída do dupla do clube de Buenos Aires seria uma discussão acima do tom com alguns companheiros de elenco e com membros da comissão técnica. O clima, nos bastidores, é dito por parte da imprensa argentina como irrecuperável.

Maior artilheiro da Neo Química Arena, com 27 gols em 103 jogos, Ángel Romero foi contratado pelo Corinthians em 2014. Polêmico, o esforçado paraguaio conquistou dois Paulistas (2017 e 2018) e dois Brasileiros (2015 e 2017) pelo clube do Parque São Jorge, além de ter balançado as redes adversárias 38 vezes em 221 partidas.

Para contar com o paraguaio, o Alvinegro contou com o apoio de Beto Rappa, investidor que bancou US$ 3 milhões (R$ 6,7 milhões, na ocasião) ao Cerro Porteño, ex-clube do atacante. No Timão, Romero sempre recebeu em dólar. O salário, convertido para a moeda brasileira, girava em torno de R$ 415 mil por mês.

À época, o clube se comprometeu a ressarcir o empresário ao fim do vínculo, com valor corrigido, caso o jogador não fosse vendido. Como Romero dificultou sua renovação e aguardou o até o fim do contrato para se tornar reforço do San Lorenzo, o Corinthians deve R$ 16,4 milhões (atuais US$ 3 milhões) ao investidor.

Duílio Monteiro Alves ainda falou sobre a permanência do técnico Vagner Mancini. Anunciado oficialmente em outubro do ano passado, o treinador possui vínculo com o Alvinegro até o fim de 2021. Com a boa campanha no Campeonato Brasileiro, o comandante deverá ter seu contrato renovado com o clube.

"Mancini está nos planos. Hoje, nosso time está muito bem, sempre fui a favor da manutenção. Ele está faz pouco tempo no clube e o resultado está aparecendo. O Tite mostrou que a manutenção é o caminho, não tem motivo pra trocar técnico com ou sem vaga na Libertadores", disse Duílio.

Desde que Vagner Mancini assumiu o comando técnico da equipe, o Timão disputou 15 jogos e somou oito vitórias, quatro empates e três derrotas, aproveitamento de 62,2% dos pontos disputados. Invicto há sete partidas, o Corinthians é o oitavo colocado do Brasileirão, com 42 pontos, e briga por uma vaga na próxima Libertadores.

 

Com Gazeta Esportiva

Repórter PB

Destaques