futebol

Jogador Daniel Costa rebate presidente do Botafogo-PB: nunca dei minha palavra de que estava fechado

O meia Daniel Costa esclareceu que em nenhum momento esteve apalavrado com o Belo, desmentindo afirmação feita pelo presidente Orlando Soares, que falou até em passagem emitida

O meia Daniel Costa esclareceu que em nenhum momento esteve apalavrado com o Belo, desmentindo afirmação feita pelo presidente Orlando Soares, que falou até em passagem emitida.


O meio-campo Daniel Costa divulgou na segunda-feira (26) um áudio em que afirma que o presidente do Botafogo-PB, Orlando Soares, mentiu sobre o andamento da negociação que o clube havia iniciado com ele antes dele acertar sua ida para atuar pelo Manaus. No áudio, Daniel Costa afirma que não chegou em nenhum momento a passar seus dados ou dar garantias de que fecharia com o Belo. A declaração rebate afirmação de Orlando Soares que disse ter chegado a emitir passagem em nome do jogador.


Segundo Orlando Soares, o jogador que estava certo com o Botafogo-PB preferiu seguir para o Manaus porque pessoas ligadas ao grupo de oposição teriam sabotado a contratação. “Daniel Costa estava fechado com Botafogo, já com passagem emitida, para ele vir pra o Botafogo e Edi botou terra e ele não veio”, explicou o presidente do clube.


Orlando Soares se refere ao conselheiro do Belo, Edi Souza, que também tem vasto conhecimento no mercado do futebol e contato com jogadores de diversos clubes. Ele ainda afirmou que a oposição precisaria de um “semancou” sobre o que ele tratou como sabotagem. Edi Souza rebateu a afirmação de Orlando Soares de forma dura.


“Como botafoguense não considero ele como presidente, porque não tem a mínima competência. Quem deveria ter ‘semancou’ é ele, porque vendo tantas manifestações [de renúncia] na imprensa, nas redes sociais, a torcida, até dos jogadores que não tem a liberdade com ele. É um mentiroso, um mau caráter”, rebateu.


O jogador Daniel Costa, por sua vez, explicou que chegou a conversar com o Botafogo, um clube que, segundo o próprio atleta, teve ótimas recomendações, um clube de tradição, de camisa e com estrutura, mas que na época também negociava com outros clubes. O acerto com o Manaus e não com o Belo se deu por valores a mais que o clube amazonense ofereceu.


“O Botafogo não chegou num valor na parte de contrato que eu queria, e aí o Manaus, naquilo que eu tinha pedido, eles falaram que iriam fazer, e eu acabei indo para o Manaus. Mas em nenhum momento eu cheguei a dar minha palavra falando que eu tava fechado com o Botafogo, em momento eu passei documentos para que o clube tirasse passagem em meu nome. Eu tudo isso em mensagem, gravado. Isso aí é tudo mentira, quem falou isso aí que prove”, assegurou Daniel Costa.


Após garantir que sua não ida para o Botafogo se deu apenas por questão salarial, o jogador no entanto não descartou que em um outro momento possa ir para o alvinegro da estrela vermelha em uma outra circunstância.

Repórter PB

Destaques