Desabafo

Treinador do Treze dispara: “O futebol da Paraíba é Campina Grande”; veja

O treinador alvinegro explicou a escolha dos jogadores que converteram os cinco pênaltis que garantiram a vaga na decisão.

A festa no Amigão vazio após a cobrança de pênalti de Nilson Júnior, que colocou o Treze em sua vigésima segunda final de Campeonato Paraibano, além da alegria pela classificação, foi de respostas às críticas recebidas nos últimos dias e também de superação em reverter um placar desfavorável de 2 a 0 após a primeira partida, contra o time de maior investimento e atual tricampeão do estado.

A vitória por 2 a 0 sobre o Botafogo-PB no tempo normal, somada com o triunfo na decisão por pênaltis por 5 a 4, foi explicada pelo técnico Moacir Júnior, um dos principais personagens do Clássico Tradição, por fazer algumas mudanças que mexeram na característica de seu time. A equipe, que costumava ter pouca produção ofensiva e criação quase nula de jogadas perigosas no retorno do estadual, teve postura agressiva e amassou o Belo em seu campo de defesa durante todo jogo.

– Foi um jogo onde o Treze colocou tudo aquilo que a gente vem trabalhando em prática. Em João Pessoa faltou ser mais incisivo no terço final do campo. Pedimos para que os jogadores se aplicassem um pouco mais. Fomos felizes na escolha dos atletas e da estratégia. Foi uma vitória incontestável, com um futebol de alta qualidade, de transição, posse de bola, chegada. Ganhamos de uma boa equipe, que dificultou muito para a gente lá, mas ganhou quem merecia estar na final – disse.

O treinador alvinegro explicou a escolha dos jogadores que converteram os cinco pênaltis que garantiram a vaga na decisão. De acordo com Moacir Júnior, como todos treinaram bem durante a semana, o critério para definir os batedores foi apenas físico. Ele também elogiou a qualidade do time durante os 90 minutos e a variedade no elenco, que lhe dá muitas opções para disputar as partidas.

– A gente treinou bastante. A confiança interna estava tão grande que preferimos usar quem estava com melhor perna. Tem que comemorar. Amanhã começamos a pensar qual será a formação para o próximo compromisso. Eu não trabalho só com 11. O Frontini foi bem no primeiro tempo, Ermínio entrou e foi bem também. O futebol da Paraíba é Campina Grande. Parabéns aos dois grandes clubes, que farão uma grande final – exaltou.

No fim, Moacir Júnior desabafou. Após dias de muitas críticas feitas nas redes sociais ao treinador e aos jogadores trezeanos, o comandante fez questão de exaltar os verdadeiros torcedores, chamados por ele de “abnegados”, que apoiam incondicionalmente, e cobrou um pedido de desculpas dos alvinegros que condenavam seu trabalho antes mesmo da segunda partida das semifinais.

– Quero dedicar a vitória aos verdadeiros trezeanos. E depois, gostaria de informar ao pessoal que invade Instagram, desrespeitando os profissionais, para esses, que amanhã estarei no PV e aceito fazer uma fila para pedir desculpas, não só a mim. Está lá para todo mundo ver. Eu sou atual campeão potiguar, vim aqui com intenção de ser campeão com o Treze, e na última semana houve uma falta de respeito muito grande. Já temos uma Copa do Brasil, um calendário. Estamos empenhados em quebrar essa década, quase, nove anos sem títulos. Se a gente conseguir, será um prazer muito grande para todos nós – encerrou.

Com Voz da Torcida

Repórter PB

Destaques