Entrevista

Após treinos do Flamengo, Witzel entrega responsabilidade aos clubes: "Não sou contra"

Governador do Rio de Janeiro não vê problemas em retomar atividades, como tem feito o Flamengo, desde que não haja "plateia e torcida"

Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel afirmou nesta quinta-feira que não é contra a volta dos treinos por parte dos clubes de futebol. Em entrevista à "CNN", ele ressaltou apenas a necessidade de dos cuidados básicos de higienização para prevenir o contágio do coronavírus. Além, é claro, do veto à "plateia e torcida".

- Quero esclarecer que não sou contra os treinos acontecerem. O que eu disse que sou contra é que aconteçam sem preocupação por parte dos dirigentes para preservar o atleta, que fica exposto. A responsabilidade é dos dirigentes e não do estado, ao assumir essa responsabilidade - explicou ele.

A atitude do Flamengo, que retomou as atividades no Ninho do Urubu desde a última terça-feira apesar da proibição da prefeitura do Rio de Janeiro, encontra respaldo na opinião do governador. Para Witzel, os treinos podem acontecer contanto que haja segurança aos atletas e comissão técnica.

- Os atletas têm que estar de certa forma protegidos porque é a carreira deles. É uma decisão exclusivamente por parte das entidades associativas. Nunca fui contra a retomada. Só não vai poder ter plateia e torcida. Nós ainda não podemos ter esse tipo de aglomeração. O que precisa é ter esses cuidados - completou ele.

Fonte: Globo Esporte.

Repórter PB

Destaques