Jogo

Atlético-MG vence Ceará e encerra sequência de derrotas no Brasileirão

Com o resultado, os mineiros se firmam na 10ª colocação, com 30 pontos.

Após a eliminação em casa para o Colón, pelas semifinais da Copa Sul-Americana, o Atlético-MG venceu o Ceará por 2 a 1, neste domingo, e quebrou a sequência de seis derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro. Sob vaias da torcida presente no Independência, o Galo tentou se impor desde o começo da partida, mas desperdiçava muitas chances e viu o Vozão sair na frente. Na segunda etapa, os donos da casa foram efetivos para garantir a vitória por 2 a 1. Depois que Thiago Galhardo fez o primeiro, Otero e Luan foram às redes para encerrar o jejum.

Com o resultado, os mineiros se firmam na 10ª colocação, com 30 pontos. O Ceará, por sua vez, não sabe o que é vencer há sete jogos e agora ocupa a 14ª posição, com 23 pontos.

Novamente no Independência, o Atlético tentará vencer sua segunda seguida. A partida é válida pela 23ª rodada do Brasileirão e está marcada para esta quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), contra o Vasco da Gama. Do outro lado, o Ceará volta a campo contra o Goiás, no próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), no Castelão.

O jogo- Com Nathan como único volante de ofício, o Atlético-MG começou pressionando os visitantes. Com dois no relógio, Luan encontrou Chará dentro grande área. O colombiano dominou com categoria, mas pecou na finalização. Os anfitriões comandavam o jogo, quando, aos 19 minutos, o Ceará teve sua primeira chance. Matheus Gonçalves driblou dois jogadores do Galo e tentou servir Felippe Cardoso, que foi desarmado por Réver.

A partir de então, o Vozão passou a trocar passes e insistir em jogadas pela direita, porém, ainda não oferecia perigo à meta de Cleiton. Aos 40 minutos, Thiago Galhardo partiu em velocidade para o campo de ataque e enfiou para Felippe Cardoso, que foi derrubado dentro da grande área por Igor Rabello. Para desespero dos torcedores, Galhardo bateu no meio e converteu a penalidade. Antes do apito final, o Atlético perturbou Diogo Silva. Depois de salvar um chute forte de Elias, o goleiro defendeu o rebote de Patric.

O Galo voltou com uma postura ofensiva do vestiário e não demorou para deixar tudo igual no placar. Com oito minutos, Otero, que entrou no lugar do lesionado Chará, aproveitou o rebote do chute de Réver para estufar as redes. Os anfitriões tinham o domínio pleno das ações e quase chegaram ao gol da virada com Patric. O lateral-direito dominou o cruzamento de Fábio Santos e viu o zagueiro afastar a bola em cima da linha.

Encurralado, o Ceará errava muito na saída de bola e oferecia oportunidades para os donos da casa virarem a partida. Aos 34 minutos, as vaias se transformaram em aplausos. Luan aproveitou o rebote de Diogo Silva e finalizou no canto, sem chances para o goleiro. Cinco minutos antes do árbitro encerrar o jogo, Patric encontrou Di Santo sozinho na grande área, mas o argentino desperdiçou.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 2 X 1 CEARÁ

Local: Independência, Belo Horizonte (BH)
Data: 29 de setembro de 2019, domingo
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Rafael Trombeta (PR)
Cartões Amarelos: Samuel Xavier (Ceará); Felippe Cardoso (Ceará)
Gols:
Atlético-MG: Otero (aos 8 minutos do 2º tempo); Luan (aos 34 minutos do 2º tempo)
Ceará: Thiago Galhardo (aos 42 minutos do 1º tempo)

ATLÉTICO-MG: Cleiton; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Nathan, Elias (Bruninho) e Cazares (Vinícius); Chará (Otero), Luan e Di Santo.
Técnico: Rodrigo Santana

CEARÁ: Diogo Silva; Samuel Xavier (Wescley), Valdo, Tiago Alves e João Lucas; Fabinho, Ricardinho, Thiago Galhardo e Lima (Cristovam); Mateus Gonçalves (Felipe Baxola) e Felippe Cardoso.
Técnico: Enderson Moreira.

Com Gazeta Esportiva

Repórter PB

Destaques