Time na Ponta

Palmeiras atropela o Novorizontino e está na semifinal do Paulistão

Na ida, no interior paulista, o duelo havia terminado em empate por 1 a 1.

O Palmeiras está na semifinal do Campeonato Paulista. Nesta terça-feira, o Verdão não teve grandes dificuldades para golear o Novorizontino por 5 a 0 no Pacaembu, com gols de Felipe Melo, Ricardo Goulart, Gustavo Scarpa, duas vezes, e Dudu. Na ida, no interior paulista, o duelo havia terminado em empate por 1 a 1.

Mais do que o resultado, o palmeirense pôde celebrar novamente uma boa atuação de sua equipe, o que não acontecia há quatro jogos – desde o triunfo por 3 a 0 sobre o Melgar, na Libertadores. Sem sofrer sustos, o Verdão não teve destaques negativos, mostrou muitas alternativas de ataque e teve poucos momentos de relaxamento em campo.

Entre as 14 boas atuações do Alviverde em campo, Felipe Melo, Diogo Barbosa, Deyverson e Gustavo Scarpa foram os melhores. O último, inclusive, marcou um de seus dois gols de pênalti, graças à marcação do VAR, polêmico no duelo de ida e que fez esquentar o clima entre clube e Federação Paulista. Outro destaque ficou pela entrada de Arthur Cabral no lugar de Deyverson na etapa final, dando mostras de que o camisa 39 pode ter passado na frente de Borja entre os preferidos de Felipão.

Agora o Maior Campeão do Brasil, com a liderança geral garantida, aguarda os demais confrontos das quartas de final do Estadual para conhecer seu próximo adversário. O São Paulo enfrenta o Ituano e o Corinthians pega a Ferroviária. Se os dois rivais da capital vencerem, o Palmeiras irá enfrentar o time tricolor na semifinal.

Independentemente do chaveamento, a tendência é que o jogo do Alviverde aconteça no sábado. Na terça-feira, a equipe terá pela frente o San Lorenzo, na Argentina, pela terceira rodada da Copa Libertadores da América.

Assim como em Novo Horizonte, o Palmeiras começou o jogo com uma postura agressiva e tentando pressionar o adversário. O grande diferencial em relação ao duelo de ida foi o último homem da linha palestrina. Deyverson, que segundo previsão do departamento médico do clube deveria voltar aos trabalhos apenas em cerca de duas semanas, foi titular na vaga de Borja. Assim, as duas oportunidades desperdiçadas pelo colombiano no último sábado, logo no início dos 90 minutos, foram convertidas nesta noite.

Aos seis minutos, Dudu cobrou escanteio na área e Felipe Melo nem precisou subir muito para testar para as redes. Foi o sétimo gol do volante em 101 partidas pelo clube. O tento demonstrou a deficiência dos visitantes no jogo aéreo, e o time de Luiz Felipe Scolari sobre explorá-la.

Com 11 jogados, Dudu bateu novo escanteio, Deyverson desviou no primeiro poste e Ricardo Goulart apareceu sozinho na segunda trave para mandar para o gol. Curiosamente, a jogada já havia sido feita no primeiro jogo entre as equipes, mas na ocasião, Borja perdeu clara oportunidade após o desvio de Antônio Carlos, que ficou na bronca.

Com a vantagem de dois gols no marcador, os mandantes se acomodaram, mas não sofreram defensivamente. Fernando Prass teve trabalho em apenas um cabeceio rival, enquanto Ricardo Goulart e Deyverson desperdiçaram oportunidades claras pelo lado verde. Do quarteto de ataque, apenas Gustavo Scarpa esteve apagado na primeira etapa. Mas no segundo tempo, foi justamente dele o terceiro gol alviverde.

O VAR, que na primeira partida foi motivo de polêmica entre Palmeiras e Federação Paulista, desta vez agiu a favor dos palmeirenses quando o árbitro Vinicius Gonçalves revisou jogada no monitor e apontou pênalti, convertido pelo camisa 14 do Palestra ainda aos seis minutos.

Em novo pênalti, este sofrido por Deyverson e sem colaboração do VAR, o Palmeiras fez seu quarto gol. Dudu pediu para bater, foi para a bola e converteu. Por fim, já aos 33 minutos, o camisa 7 cobrou lateral longo para a área, Arthur Cabral ajeitou para trás, Bruno Henrique rolou e Gustavo Scarpa fechou o marcador.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 5 X 0 NOVORIZONTINO

Data: 26 de março de 2019, terça-feira
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Evandro de Melo Lima
Público: 26.706 pessoas
Renda: R$ 717.272,50

Cartões amarelos: Cléo Silva e Dudu Vieira (Novorizontino)

GOLS

PALMEIRAS: Felipe Melo (6/1T), Ricardo Goulart (11/1T), Gustavo Scarpa (6/2T e 33/2T) e Dudu (17/2T)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Thiago Santos), Bruno Henrique e Ricardo Goulart (Lucas Lima); Gustavo Scarpa, Dudu e Deyverson (Arthur Cabral)
Técnico: Felipão

NOVORIZONTINO: Oliveira; Lucas Ramon, Everton Sena, Edson Silva e Paulinho; Jean Patrick (Dudu Vieira), Adilson Goiano, Danielzinho (Carlinhos) e Murilo Henrique; Felipe Marques (Paulinho Moccelin) e Cléo Silva
Técnico: Roberto Fonseca.

Com Gazeta Esportiva

Repórter PB

Destaques