Críticas

Verdão reclama da FPF e indica benefício ao Timão

No entanto, não foi só o resultado que deixou o coordenador das categorias de base do clube João Paulo Sampaio incomodado.

Nesta terça-feira, em confronto de oitavas de final, o Palmeiras foi derrotado pelo Figueirense e acabou eliminado da Copa São Paulo de Juniores de 2019. No entanto, não foi só o resultado que deixou o coordenador das categorias de base do clube João Paulo Sampaio incomodado. Em entrevista concedida após o apito final, o dirigente descarregou críticas à FPF (Federação Paulista de Futebol), que, segundo ele, agiu com extrema má vontade para tirar o jogo da Arena Capivari, cujas condições do gramado estiveram longe do esperado.

“Deixamos a Copinha com sentimento de dever cumprido pela entrega em campo, mas não foi o sentimento de ser bem tratado, porque a gente merecia um campo melhor”, questionou. “O Palmeiras teve que vir ficar um mês tratando o campo, e foi o pior campo da competição. Quando eu pedi, eles me ofereceram jogar no campo do adversário, que também não estava bom. Vou querer jogar onde o adversário já conhece? Eu não, quero um campo bom. Falei que queria Barueri domingo de manhã. ‘Não, não pode Barueri’. E deram para o Corinthians, para jogar na mesma fase?”, completou.

“É muita má vontade. A gente tem que estar bem atento, o torcedor do Palmeiras (tem que estar atento), para o que vai acontecer. Porque isso não é normal. Eu não pedi nada. Não quero privilégio nenhum. Só não quero que, na dúvida, seja sempre para o adversário. E foi isso que a gente viu a competição toda”, afirmou. “Não vou tirar mérito dos meus atletas, porque o final de ano deles foi ótimo, se entregaram, o time não estava encaixado e tinha muitos desfalques. Ótimo. Mas não vou aceitar que a gente perca para outros setores. A gente tem que perder para o time adversário”, completou.

Este, portanto, é mais um capítulo das da novela envolvendo Palmeiras e FPF, que têm relações estremecidas desde o Campeonato Paulista do ano passado, quando o Verdão perdeu do rival Corinthians na final e alegou ter sido prejudicado pela arbitragem, na partida de volta, no Allianz Parque. Desde então, os eventos da entidade maior do futebol paulista não contam com a presença de jogadores, nem representantes do clube alviverde.

Com Gazeta Esportiva

Repórter PB

Destaques