Seleção Brasileira

Tite, sobre mistério contra a Argentina: "Não sou previsível e metódico o tempo todo"

Treinador fechou treino e não revelou quem entra em campo na partida de terça-feira

Tite surpreendeu ao abandonar seu método tradicional e optar por não revelar a escalação para a partida da seleção brasileira contra a Argentina, na terça. O treinador explicou, em entrevista coletiva, nesta segunda, que ainda não decidiu como a equipe vai entrar em campo.

- Não sou previsível e metódico o tempo todo. Eu não me sinto muito confortável, porque não é a minha praia, mas em algumas circunstâncias, é importante. Não quero, se não tenho os atletas definidos, dar ao adversário a oportunidade de conhecer a escalação, até neste momento em que não temos esquema definido.

Ao contrário do que Neymar falou pouco antes na mesma coletiva, Tite lamentou a ausência de Messi

- Sempre (preferia o Messi em campo). A gente rivaliza com Argentina ou Alemanha, porque eles também têm grande qualidade. Gostaríamos que fosse com, mas a ausência dele não vai tirar o brilho do jogo.

Brasil e Argentina duelam nesta terça-feira no estádio King Abdullah, em Jedá, em duelo que TV Globo, SporTV e GloboEsporte.com transmitem ao vivo às 15h (de Brasília).

Neymar "comemora" ausência de Messi, mas exalta qualidade da Argentina e rechaça favoritismo

Confira abaixo outros trechos da entrevista de Tite
Mudanças pós-Copa do Mundo

O aprendizado é teórico, mas essencialmente prático. Tive várias ideias ao longo da carreira, que a prática me mostrou ser diferente. As oportunidades são dadas aos atletas, porque o momento permite. Os jogadores já sabem como vão jogar. As mudanças são fruto da experiência.

Ausência de Allan, do Napoli

Nós temos uma série de atletas, isso é uma coisa muito boa do futebol brasileiro. Muitos dos jogadores estão fazendo coisas positivas e estão no nosso raio. Nós temos uma convocação de 23 jogadores e não gostamos de trabalhar com muitos atletas. Acompanhamos o Allan, que está fazendo uma bom trabalho no Napoli e jogando até numa posição diferente da que jogava com o Sarri (até a última temporada).

Copa América

O jogo (contra a Argentina) faz parte da preparação para a Copa América. Optamos por não convocar 23 jogadores novos, para que a equipe não fique descaracterizada. Tomara que agora a gente tenha o carinho da torcida, como já teve no último jogo.

Com o Globo Esporte.

Repórter PB

Destaques