Restrição

Aeroportos pelo Brasil operam com restrição

Brasília, Goiânia, Ilhéus, Recife e Teresina são os mais afetados

Os aeroportos de Brasília, Goiânia, Ilhéus, Recife e Teresina estão com restrição de combustível devido à greve dos caminhoneiros, segundo informações da companhia aérea Latam, que decidiu flexibilizar as regras de remarcação de passagem e isentar multas para troca de bilhetes em aeroportos afetados.

A Latam anunciou na quarta que está flexibilizando as regras para seus passageiros por causa das restrições no abastecimento de aeronaves. A empresa deixou de cobrar taxa de remarcação, multas e diferenças tarifárias da passagem para nova data em voos domésticos com partidas, chegadas ou conexões programadas para os aeroportos que estiverem prejudicados.

A Infraero não especifica quais são os aeroportos de sua rede que podem estar sofrendo risco de desabastecimento e em qual prazo. A estatal orienta que os passageiros verifiquem a situação dos voos no site da Infraero, onde não estão detalhados os motivos específicos de eventuais atrasos, como condições climáticas, falta de querosene de aviação ou outros fatores.

Em nota, a Infraero diz que está "monitorando o abastecimento de querosene de aviação por parte dos fornecedores que atuam nos terminais e já alertou aos operadores de aeronaves que avaliem seus planejamentos de voos para que cada um possa definir sua melhor estratégia de abastecimento de acordo com o estoque disponível na origem e destino do voo".

Aeroportos concessionados como Guarulhos, que é o de maior movimentação do país, ou Viracopos, o segundo maior em movimentação de carga, informam por meio de suas assessorias de imprensa que não estão correndo risco de desabastecimento.

Administrado pela Infraero, o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, também não corre risco de desabastecimento, segundo a estatal.

A Abear, associação que reúne as grandes companhias aéreas brasileiras, afirma que está acompanhando a situação, mas até o momento não houve atrasos de empresas como Latam, GOL, Azul ou Avianca.

A GOL recomenda a seus clientes que tenham voos previstos para esta quinta-feira ou amanhã, sexta-feira, que verifiquem a situação de seus voos antes de se deslocarem aos aeroportos. Com informações da Folhapress.

Repórter PB

Destaques