Sentença

TJPB mantém sentença de 1 ano e 9 meses de reclusão contra Vereador do Município de Aparecida

Duas pessoas na época que estavam no local foram feitas reféns. A denúncia foi feita pelo Ministério Público da Paraíba.

Em fevereiro de 2016, sentença proferida pelo Juiz da 1ª Vara da Comarca de Sousa, Dr. José Normando Fernandes condenou, há 12 anos de reclusão, o Vereador do Município de Aparecida/PB, João Rabelo de Sá Neto.

João Neto teria participado de uma invasão, incêndio, dano qualificado e roubo no Grupo Santana que fica localizada as margens da BR-230, entre os Municípios de Sousa e Aparecida há cerca de três anos.

Duas pessoas na época que estavam no local foram feitas reféns. A denúncia foi feita pelo Ministério Público da Paraíba.

Advogados do Parlamentar Mirim ingressaram com Recursos de Apelações junto ao Tribunal de Justiça do Estado.

O Relator, Juiz Tércio Chaves de Moura, rejeitou os Embargos em harmonia com o Parecer do Ministério Público, ficando a condenação de 1 ano e 9 meses de reclusão.
Cabe recursos que deverão ser recorridos ao STF em Brasília.

Nestes termos, o Vereador oposicionista do Município de Aparecida, corre o risco de ficar inelegível, e até não poder concorrer sua reeleição em 2020, caso seja mantida a sentença no grau superior.

Repórter PB

Destaques