Você está aqui:
Aldeone Abrantes escreve doces lembranças do seu “querido, velho, amigo, seu Valmir”

Na mensagem, Aldeone lembra momentos inesquecíveis ao lado do seu “Velho Amigo”. Em dando momento do texto, Aldeone ressalta que herdou muito de sua personalidade, inclusive, os cabelos brancos.

O “Guerreiro do Povo”, vereador, presidente do Legislativo, e do Sousa Esporte Clube, Aldeone Abrantes, teve forças para escrever as lembranças do seu querido Pai, Seu Valmir Ferreira, que partiu neste sábado (15) para o andar de cima, morada eterna, após submeter-se a cirurgia de coração, depois ter problemas pulmonares no Hospital Dom Rodrigues na Capital, João Pessoa.

Na mensagem, Aldeone lembra momentos inesquecíveis ao lado do seu “Velho Amigo”. Em dando momento do texto, Aldeone ressalta que herdou muito de sua personalidade, inclusive, os cabelos brancos.

Leia o Texto escrito por Aldeone:

“Deus convocou meu Ídolo pra seleção do Céu... E agora como é que eu fico nas tardes de Domingo sem Seu Valmir no Marizão? Muitos haverão de perguntar. E, eu como fico sem minha referência na vida? Sem minha fonte de inspiração? E nós todos da família em oito irmãos como ficaremos sem o ponto inabalável de Convergência? Resposta óbvia. Deus Proverá. Com certeza proverá. Disso não tenho Dúvidas. E o Beco da Oficina que através da sua presença e de seu inseparável amigo Chico Crú ainda preservam a Doce tradição da mecânica com a inteligência e o Tato, puro romantismo no mundo de hoje. É seu o Esporte de Sousa sangra hoje. Estava em Sobral em missão em defesa do futebol da Paraíba através do seu Dinossauro do Sertão, quando chegou a Fatídica notícia de sua Passagem. Foi um pranto Só. Atletas, comissão técnica, Diretores, todos seus amigos. Cada um com uma história pra contar com você. Como disse meu filho José Henrique seu Neto, de quem você chamava de Doutor. Deus o Quis. E Deus está no comando Sempre. 81 anos bem vividos, alegria da família, orgulho de todos nós. Vai estar junto de Dodó e Avô Chagas dos irmãos Memésio, Tubinha , Bilá e Nego Di. A Resenha vai continuar lá do outro lado. Como bom Botafoguense Carioca vai perguntar por Garrincha... O Sousa Esporte Clube é Pauta diária. E nós que ficamos? Guardaremos sua eterna lembrança. Preservaremos sempre seus princípios e ensinamentos de um homem digno e Honrado e aproveito o ensejo e dê um Beijo na nossa mãe Dona Raimunda sua eterna Companheira. De ti herdei tudo que trago e tenho, até os seus lindos cabelos Brancos. Fica com meu querido, meu Velho... Meu amigo...”

O corpo de seu Valmir Ferreira se encontra sendo velado desde a meia noite na residência de familiares na Rua João Gonçalves, Bairro da Areias. As 16h acontece missa de corpo presente na Igreja Matriz Nossa Senhora dos Remédios, sem seguida, sepultamento.


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste Portal.