Você está aqui:
Romero é acusado de usar a PMCG para fazer política pelo Estado e nomeia vereador de Boa Ventura para sua gestão

Apesar de, recentemente, o Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) ter emitido um alerta ao prefeito

Tentando manter sua pretensão de pré-candidato a governador neste ano, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), vem viabilizando, através da máquina pública, diversas nomeações de aliados. Segundo dados disponibilizados pela Corte de Contas, através do Sagres, a Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG) atingiu em outubro (último mês em que enviaram dados), a marca de 7.346 servidores contratados sem concurso público, entre comissionados e contratados por “excepcional interesse público”. Porém, o prefeito parece estar infringindo a Lei, em virtude de ter nomeado para o Fundo Municipal de Saúde (FMS), um vereador de Boa Ventura, eleito para essa legislatura.

Apesar de, recentemente, o Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) ter emitido um alerta ao prefeito Romero Rodrigues por gastos com pessoal acima do limite, o gestor tucano parece ter ignorado a recomendação, ao nomear para o Fundo Municipal de Saúde (FMS), o vereador de Boa Ventura, Ronaldo Alvarenga de Sousa (PSD). O vereador, que integra os quadros do PSD, do deputado federal Rômulo Gouveia, está recebendo remuneração em duplicidade, tanto como parlamentar em Boa Ventura, como auxiliar sem concurso do FMS de Campina Grande, onde percebe a quantia de R$ 2.130. Confira no link da Câmara de Boa Ventura a presença do auxiliar de Romero como vereador da Casa: http://www.camaraboaventura.pb.gov.br/vereadores/

Por outro lado, percebe-se que o alerta publicado no diário do TCE-PB, emitido pelo conselheiro Marcos Antônio da Costa, relator das contas de 2017 da PMCG, a que tudo indica foi ignorado, pois em julho deste ano existiam na PMCG 7.157 servidores sem concurso, entre comissionados e contratados por “excepcional interesse público”. Em setembro, o número subiu em para 7.292 servidores, e em outubro 7.346, um aumento de 54 pessoas contratadas sem concurso, em relação ao mês anterior.


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste Portal.