Você está aqui:
Presidente do PSG é alvo de investigação na Suíça

Nasser Al-Khelaïfi é suspeito de corrupção na negociação de direitos de TV da Copa do Mundo de 2026 e 2030

O presidente do Paris Saint-Germain, Nasser Al-Khelaïfi, se tornou alvo da Justiça da Suíça nesta quarta-feira (12). Ele é suspeito de tentativa de suborno nas negociações de direitos televisivos das Copas do Mundo de 2026 e 2030.

O chefão do PSG, que também é dono do grupo de mídia BeIN, teria oferecido dinheiro a Jerôme Valcke, antigo secretário-geral da Federação Internacional de Futebol (FIFA), para ficar com os direitos de transmissão do Mundial dos anos mencionados acima.

Jérôme Valcke, de 56 anos, é ex-diretor de marketing e secretário-geral da FIFA, foi condenado em 16 de fevereiro de 2016, em primeira instância, a uma suspensão de 12 anos de toda a atividade relacionada ao futebol e, numa segunda, viu a pena reduzida para 10.


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste Portal.