debate

Sousa-PB: Deputado Luiz Couto palestra sobre o retrocesso dos direitos humanos pós-golpe de 2016

Coroando o ciclo de debates sobre a conjuntura nacional, com parlamentares dos campos popular e progressista da Paraíba, a Frente Brasil Popular de Sousa-PB

Coroando o ciclo de debates sobre a conjuntura nacional, com parlamentares dos campos popular e progressista da Paraíba, a  Frente Brasil Popular de Sousa-PB estará recebendo quinta-feira (9) de julho, às 19h,  o deputado federal, presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM) e pré-candidato a senador Luiz Couto (PT-PB) para debater o tema “O retrocesso dos direitos humanos pós -golpe de 2016”. O evento será coordenador pelo dirigente da Frente Brasil Popular de Sousa-PB, Carlos Guedes (Carlos Poeta). O evento será realizado no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Sousa-PB, na Rua Lafayette Pires Ferreira, 20, Centro.

Estarão presentes ao evento representantes do Sindicato dos Comerciários, Sindicato dos Professores do Município, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), do Partido dos Trabalhadores (PT), do  Partido Comunista do Brasil (PC do B), Sindicato dos  Professores do Estado, Diretório Acadêmico Antônio Mariz da UFCG (DAAM), Sindicato dos Servidores do IFPB, Sindicato dos Professores do IFPB, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST),  Sindicatos dos Bancários  da Paraíba, Levante da Juventude, Sindicato dos Bancários de Sousa,  Comitê de Energias Renováveis do Semiárido (Cersa), dentre outros.

A defesa de Direitos Humanos deve retomar a sua radicalidade, buscando a essência das questões, retomando a formação e a organização de base, fortalecendo os conselhos de direitos, os movimentos populares e suas formas de manifestação. É necessário que a luta pelos Direitos Humanos se reinvente e se fortaleça.
“O retorno do Brasil ao mapa da fome, a aprovação da reforma trabalhista, que fragiliza ainda mais as relações de trabalho e atinge diretamente mulheres e jovens, a PEC do teto de gastos públicos e a própria intervenção militar no Rio de Janeiro são claros exemplos de golpes e retrocessos nos Direitos Humanos, disse a ex-ministra da Igualdade Racial e Direitos Humanos do governo Dilma Rousseff”, Nilma Lino Gomes.

Embora ações de desconstrução dos Direitos Humanos sejam políticas do governo ilegítimo e golpista de Michel Temer, de um projeto de Estado representado por aqueles que deram um golpe, os retrocessos igualmente encontram apoio em setores da sociedade - da classe média, da elite e, até mesmo, em alguns setores populares, lamenta a ex-ministra.

PERFIL DO DEPUTADO LUIZ COUTO

Luiz  Couto é  filho de trabalhadores rurais sem terra, nasceu em Soledade, no Curimataú paraibano, mas mudou-se para João Pessoa em busca de melhores oportunidades para estudar. Formou-se em Filosofia pelo Seminário Regional do Nordeste e pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), entre os anos de 1966 e 1969, e em Teologia pelo Instituto de Teologia do Recife (Iter), entre 1973 e 1976. Entrou para o quadro docente da UFPB, onde chefiou o Departamento de Filosofia e foi diretor do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes da UFPB.

Filiado ao PT desde 1985 candidatou-se pela primeira vez 1994 como deputado estadual da Paraíba e foi eleito com 9.449 votos e reeleito em 1998 com 11.849v votos.  Em 2002 tenta uma vaga na Câmara Federal e é eleito deputado federal com 77.432 votos, sendo reeleito em 2006, com 83.742 votos, em 2010 foi pela terceira vez eleito com 95.555 sufrágios e em 2014 obtendo 3.61% do eleitorado, foi pela quarta vez com 69.922 votos. Na Câmara Federal, como relator da CPI dos Grupos de Extermínio no Nordeste, recomendou em 2005 o indiciamento de cerca de 300 pessoas, entre políticos, juízes, policiais e promotores. Atualmente é presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM). Luiz Couto é  pré-candidato a senador pelo Partido dos Trabalhadores (PT) da Paraíba.

Abdias Duque de Abrantes

Repórter PB

Destaques