Fundac

Jovens da Semiliberdade recebem certificado de curso de manutenção de microcomputadores

Para o presidente da Fundac, Noaldo Meireles, cometer erros é a coisa mais inerente do ser humano

Sete dos 10 jovens da unidade socioeducativa Semiliberdade, da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente "Alice Almeida" (Fundac), concluíram nesta quinta-feira (29) o Curso Prático de Manutenção de Microcomputadores. Na solenidade de entrega dos certificados, os jovens também receberam uma caixa de ferramentas para ajudar no trabalho. O curso faz parte de mais uma edição do Projeto e-Saber, de inclusão digital e social do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em parceria com a Fundac.

A solenidade aconteceu no auditório da Escola Judicial do TRT pela juíza responsável pelo Programa de Combate ao Trabalho Infantil, Maria Lilian Leal, representando o presidente do Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região), desembargador Wolney de Macedo Cordeiro.

Antes da solenidade propriamente dita, os jovens participaram de uma palestra com o oficial de justiça do Tribunal, Ricardo Oliveira dos Santos. Ele falou sobre superação, relatando que, apesar de ter talidomida (uma limitação física nas mãos), não impediu de se tornar a pessoa que é, que trabalha, que constituiu família, etc.”Nós somos o que queremos ser”, disse Ricardo com seu exemplo de vida para os jovens.

Para o presidente da Fundac, Noaldo Meireles, cometer erros é a coisa mais inerente do ser humano. Ele aproveitou para aconselhar os que concluíram o curso dizendo que eles têm que, a partir de agora, olhar para frente. “Peguem a oportunidade e aprendam com os erros”, disse.

A juíza Lilian Leal também disse que espera que os jovens não levem só certificado quando deixarem a unidade. “Levem conhecimento porque a vida é via a via, um construir, um fazer, um acreditar que é possível construir uma vida feliz, nova e tranquila e que essa energia se estenda por toda da vida”, exortou.

O diretor da Semiliberdade, Davi Lira, considerou esse um momento único e marcante nas vidas desses jovens que passam a contar com mais uma capacitação para o seu currículo visando assim ampliar suas oportunidades no mercado de trabalho e dar melhor eficiência a sua ressocialização.

Formação técnica - As aulas do Curso Prático de Manutenção de microcomputadores foram ministradas na Escola Judicial do TRT pelo servidor Ericson Benjamim Melo de Arruda, do Núcleo de Atendimento ao Usuário da Setic. Ele foi o responsável pela formação técnica e destacou o comportamento e de como eles conseguiram se adaptar as aulas.

A solenidade também contou com a presença do vice-diretor da Semiliberdade, Wellington da Silva Fernandes, da coordenadora do eixo profissionalizante da Fundac, Silvana Cibele, de técnicos e agentes socioeducativos.

Repórter PB

Destaques