Napoleão Tupiniquim!.- Por Chico Pinto

Até quando o Brasil irá se agachar, deixar a espinha curvada diante da vontade oportunista e pessoal do Dias Toffoli?

O ministro está quase se transformando num Napoleão Bonarparte tupiniquim, senhor absoluto dos destinos de um povo, pois, através de medidas esdrúxulas e inconstitucionais vem tirando a tranquilidade do povo brasileiro, impondo aquilo que bem quer e deseja à nação, conforme determina sua vaidade e conveniência desenfreadas.

Sua e também dos seus amigos de orgia, em detrimento da vontade daqueles que pagam seus gordos salários e suas imorais mordomias.

Dar palpites em tudo que não é da sua conta e nem tampouco provocado para tal. Monocraticamente, arbitra ao seu bel prazer o que deve ou não ser cumprido na seara do legislativo e, mais ainda, no executivo.

Absolutismo total!..

E, ainda, tem por perto os seus capitães do mato, tipo Alexandre de Morais, Alcolumbre e Rodrigo Maia, que cumprem à risca suas ordens, os dois últimos, obedecem por temerem se tornar em um novo Eduardo Cunha.

Neste exato momento a sua última pretensão é, junto com o Botafogo Maia, que também possui várias acusações por corrupção no STF, criar um casuístico dispositivo constitucional para impor uma quarentena de oito anos para juízes e promotores, caso queiram deixar seus cargos, e inveredarem por outras funções,  inclusive a política, esta cujo sucesso depende, único e exclusivamente, da vontade do povo.

E tem endereço certo!..

Impedir uma possível candidatura do ex juiz Sérgio Moro, à presidência da República nas eleições de 2022.

É o tal "medim" antes do tempo, algo que deixa antever, que se trata de uma atitude própria dos  covardes oportunistas, emprenhada através de conchavos na calada da noite, regados a uísque, vinhos e canapés de qualidade.

Tudo pago com o dinheiro do contribuinte!

Enquanto isto, o presidente do Senado, um tal de Alcolumbre, até um dia desses, um obscuro senador conhecido apenas, pelas várias denúncias de corrupção com o dinheiro público, põe o seu avantajado "bundão" em cima de dezenas de pedidos de "impiches" de ministros do STF, inclusive do próprio Toffoli, sem dar satisfação à expressiva maioria dos brasileiros e ao próprio plenário do Senado Federal.

Tá na hora do povo pensar em mudar esta situação,  seja  através de pressão ativa nas ruas ou do próprio voto nas urnas, não mais elegendo políticos desonestos e oportunistas.

Isto tem que ser feito rapidamente, antes que a birosca se torne, em definitivo, num postíbulo de beira de estrada.

A expressiva maioria daqueles que pensa no bem do país, já está ficando impaciente com este tipo de despaltério  e, mais ainda, com os acachapantes casuísmos, que partem daqueles que deveriam assegurar a segurança jurídica e o uso adequado do que está expresso na Constituição.

Eles precisam entender que, quem com fogo mexe, um dia pode sair chamuscado, como bem dizia Braz Sibito, nas madrugadas etílicas do Bar de Zé Mendes.

Devemos ficar esperto, pois,  o pretenso Napoleão, não está só nesta empreitada. Ao seu lado têm um bando de cretinos, cujo crimes, estão inseridos em todos os artigos do Código Penal.

Destaques