Destaque

Paraíba gera saldo positivo de empregos com carteira assinada em fevereiro

O país criou 173.139 novas vagas de trabalho com carteira assinada em fevereiro

O mercado de trabalho paraibano reagiu, positivamente, o segundo mês do ano, fechando com o saldo de 432 vagas, segundo dados da secretaria especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta segunda-feira (25). Os estados da Bahia, Ceará e a Paraíba foram os únicos que tiveram saldo positivo no mês de fevereiro na Região Nordeste.

Os setores do comércio (563 vagas) e serviços (661 vagas) concentraram os saldos positivos de fevereiro entre as atividades econômicas da Paraíba, enquanto a agropecuária (-692 vagas), no período de entressafra da cana-açúcar, e a construção civil (-218) foram atividades responsáveis pela baixa dos postos de trabalho no último mês.

Cenário regional - No recorte geográfico, a única região das cinco do País que apresentou saldo negativo foi a do Nordeste (-12.441), enquanto as outras quatro regiões apresentaram saldo positivo em fevereiro, com Sudeste liderando (101.649); seguido do Sul (66.021); Centro-Oeste (14.316); e Norte (3.594). Três estados do Nordeste registraram as maiores saldos negativos do País: Pernambuco perdeu 12.396 vagas; Alagoas registrou baixa de 2.255 postos e o Rio Grande do Norte -2.249. Apenas Bahia (5.706); Ceará (1.865) e Paraíba (432) apresentaram saldos positivos.

O país criou 173.139 novas vagas de trabalho com carteira assinada em fevereiro. O saldo é o melhor para o mês desde 2014, quando 260.823 vagas foram criadas. O resultado do mês foi puxado pelo setor de serviços, que gerou 112.412 postos formais, seguido pela indústria de transformação, que abriu 33.472 vagas de trabalho.

Repórter PB

Destaques