Registros

Serviço de Fisioterapia do Hospital de Trauma de João Pessoa realiza mais de 175 mil atendimentos

Os registros se referem à fisioterapia motora e respiratória, além das avaliações.

O Serviço de Fisioterapia do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena e Hospital de Traumatologia e Ortopedia (Htop), ambos localizados em João Pessoa, realizou mais de 175 mil atendimentos, em 2018, uma média de 14.405 procedimentos mensais. Os registros se referem à fisioterapia motora e respiratória, além das avaliações.

De acordo com os dados, o número de atendimentos fisioterápicos aumentou 2% nas unidades de saúde, em relação a 2017, quando foram realizados mais de 171 mil procedimentos. O serviço de Fisioterapia assiste todas as unidades do hospital, como por exemplo, Unidade de Terapia Intensiva (UTI), enfermarias e Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ).

Segundo a coordenadora da Fisioterapia, Kamila Marinho, no ano passado, foi investido massivamente na qualificação da equipe, sendo realizados vários encontros mensais, intitulado ‘Café Especialista’. “Na ocasião, foram discutidos os termos técnicos da Atualização do protocolo de morte encefálica; Urgência e emergência em pediatria; Radiografia do tórax; Programa de reabilitação cardiovasculares e metabólica: fases e abordagens; Atualização do protocolo de desmame; Gameterapia e Assistência fisioterapêutica em pacientes queimados”, ressaltou.

A fisioterapeuta, Joercia Marrocos, afirmou que os debates foram importantíssimos em 2018. “Eles foram enriquecedores para o conhecimento da gente, a vida corrida nos impede, por vezes, de nos atualizarmos em conteúdo mais acadêmicos, sendo que, oportunidades como estas não podem ser desperdiçadas. Pude ampliar conhecimentos, atualizações e agregar informações para os atendimentos na unidade de saúde”, explicou.

Equipe – O serviço de Fisioterapia possui atualmente uma equipe formada por 80 profissionais que atende no Hospital de Trauma e Htop. O atendimento acontece 24 horas, e promove a reabilitação respiratória e motora do paciente.

Repórter PB

Destaques