tce

Cheque sem fundo, e acumulo ilegal de cargos levam condenação do Presidente da Câmara de Vereadores de Alhandra

O TCE também aplicou multa ao Presidente do Legislativo de Alhandra no valor de R$ 4 mil.

As contas da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Alhandra no Litoral Sul Paraibano foram reprovadas na sessão do Tribunal de Contas do Estado do dia 05 de setembro de 2018.

Dentro das irregularidades encontradas na Gestão 2017 do presidente do Legislativo, Alfredo José da Silva se encontram: pagamento a menor das contribuições previdenciárias e emissão de cheques sem fundos, acumulação ilegal de cargos públicos, assegurando aos servidores que nesta condição forem encontrados, o direito de opção, por meio do devido processo legal, o que será verificado pela Auditoria na análise na PCA do exercício de 2018, podendo gerar consequências adversas, e ausência de recolhimento das contribuições previdenciárias.

O TCE também aplicou multa ao Presidente do Legislativo de Alhandra no valor de R$ 4 mil.

Repórter PB

Destaques