Morte de Stephen Hawking é envolvida por coincidências chocantes; Entenda

Datas de nascimento e morte do físico se relacionam com dois gênios da ciência

O físico britânico Stephen Hawking morreu nesta quarta-feira (14), aos 76 anos, em Cambridge, no Reino Unido. A data é marcada por coincidências que ganharam força nas redes sociais.

Considerado o maior cientista na era pós-Einstein, seu maior legado consiste nas descobertas que fez sobre buracos negros, em 1974. O físico descobriu que esses objetos não são completamente escuros, mas emitem radiação térmica.

Nas redes sociais, a repercussão sobre sua morte foi imeditada - e mais que justa. "Pode continuar voando como Superman em microgravidade", escreveu a NASA no Twitter. Já a primeira-ministra britânica, Theresa May, afirmou que o legado do cientista "não será esquecido"

Internautas também repercutiram as coincidências envolvendo a morte de Stephen Hawking. O cientista nasceu no dia 8 de janeiro de 1942, exatamente 300 anos após a morte de outro gênio da ciência, Galileu Galilei. Se não ficou surpreso, temos outro dado marcante: o físico morreu em 14 de março - no dia em que nasceu outro brilhante físico Albert Einstein, neste caso, no ano de 1879. Com Notícias Ao Minuto

Repórter PB
Repórter PB

Comentários

Aviso legal: Todo e qualquer texto publicado na internet através do Repórter PB , não reflete a opinião deste site ou de seus autores e são de inteira responsabilidade dos leitores que publicarem.

Destaques