Homicídio

"Destruiu nossa família", diz irmã de transexual morta por jogador

Thalia Costa Barboza foi morta a pauladas pelo jogador de futebol Douglas Gluszszak Rodrigues, de 22 anos

Thalia Costa Barboza foi morta a pauladas pelo jogador de futebol Douglas Gluszszak Rodrigues, de 22 anos

"Nós éramos muito próximas, ela me contava tudo. Muita injustiça o que foi feito com ela, ela não merecia isso. Pedimos justiça, pois esse monstro destruiu nossa família", lamenta Mariane Costa Barboza, 26 anos, irmão da transexual morta em São Borja, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul. O corpo de Thalia Costa Barboza, de 33 anos, foi encontrado na manhã de quinta-feira (21) às margens do Rio Uruguai. A família pede justiça-

Segundo destaca o G1, o responsável pelo crime é Douglas Gluszszak Rodrigues, de 22 anos, que jogava futebol pela Associação Esportiva São Borja, time que disputa a Segunda Divisão do Campeonato Gaúcho.

A irmã conta que conversou com Thalia um dia antes de corpo ter sido encontrado. Ela relata que Douglas era carinhoso com a namorada, e nunca poderia imaginar que uma coisa dessas poderia acontecer. "Tenho áudios enviados por ela para mim, em que ele falava que amava ela e que não queria ficar sem ela. Uma pessoa que diz que ama outra não faz essa monstruosidade", lembra.

O crime está sendo investigado e Douglas Gluszszak Rodrigues foi preso em flagrante e a prisão foi convertida em preventiva. O delegado informou que há suspeitas sobre a motivação do crime. "O suspeito disse que a vítima queria publicar umas fotos deles juntos e ele não queria", explica.

De acordo com a polícia, Douglas confessou o crime, mas não quis dar detalhes. Em depoimento, ele disse que só vai falar em juízo, segundo seu advogado, Walter Prieb.

A polícia está tratando o caso como homicídio qualificado. noticiaaominuto

Repórter PB

Comentários

Aviso legal: Todo e qualquer texto publicado na internet através do Repórter PB , não reflete a opinião deste site ou de seus autores e são de inteira responsabilidade dos leitores que publicarem.

Destaques